Ernest Rutherford

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Haka.jpg KA MATE! KA MATE! KA ORA! KA ORA!!

Este artigo é neozelandês! Ele joga rugby, pula de bungee jumping, cuida de ovelhas e odeia que o confundam com a Austrália!

Se vandalizar, mandaremos os All Blacks atrás de você!


Ernest Rutherford, foi um teólogo ateu e fisico-químico nascido na cidade que atualmente se chama Água brilhante, localizada na Nova Zelândia. Sua infância foi marcada por ataques epiléticos, os quais sua mãe conseguia controlar cantando o que parecia ser uma mistura dos hits "Peludinho", do Chaves, e "The Fallen Angel", do Iron Maiden, porém cantada em turco com sotaque australiano. Esse ritual bizarro foi praticado com sucesso até Rutherford completar 11 anos. Depois disso, os ataques pararam e a agitação constante provocada no seu cérebro por tantos anos fez com que seu ele se tornasse um gênio. Ernest recebeu a sua educação em escolas públicas tendo direito às cotas nas federais e com 16 anos entrou numa escola do Nelson. Graduou-se em Matemática e Ciências Físicas na Universidade da Nova Zelândia. Após o término das aulas na escola do Nelson, a formatura e o baile regado a álcool, começou a investigar um laboratório disfarçado de aluno da faculdade onde o laboratório se encontrava.

Na Inglaterra, Rutherford estudou as radiações do Urânio e descobriu que elas apresentam duas personalidades, chamando-as de radiações alfa e beta, muito criativo... Quando o lugar de professor de Física na Universidade do McDonalds em Goiânia Montreal ficou vago, ele fugiu para o Canadá. Nessa época, Ernest formulou a hipótese de que a radioatividade não se tratava de um chilique comum a todos os átomos, mas somente dos que têm uma banda de garagem como vizinhos. Esses estudos resultaram no livro Radioatividade, que você não leu. Apesar de ser um nerd físico, recebeu o Nobel de bruxaria Química por não ser brasileiro investigar o laboratório e desvendar as pistas da desintegração dos elementos e da química das substâncias radioativas.

Morreu esperando um médico nobre porque era um lorde (frescuras britânicas) enquanto aguardava uma cirurgia de hérnia umbilical (existe hérnia no umbigo?!).

O famoso experimento[editar]

Rutherford percebeu que alguns estagiários não batiam bem da cabeça e criaram um líquido que evaporava um gás cor-de-rosa misturando qualquer merda que eles encontrassem. O gás afetou sua mente e ele começou a viajar na maionese, que é um instrumento. Graças a isso, realizou a experiência da Pera: ele concluiu que se três tigres tristes trocassem três pratos de pera por um mol de pelos pretos do peito do pé do Pedro, ficaria evidentemente claro que o átomo é oco! Quando Ernest viu os postulados que fizera drogado, fez o que qualquer nerd faria: comprovar a teoria. Usando uma folha de ouro fina pra cacete, um pedaço de chumbo e luz, ele pediu para um estagiário que tinha cabeça boa pra vigiar a folha. O que aconteceu você(s) já sabe(m) (ou não): A folha piscou em uns pontos, alfa e beta foram para lados diferentes e foi o que bastou pro "Ernesto" se certificar que a carga positiva de um átomo está alojada no centro, vivendo numa pensão em um minúsculo e denso núcleo onde os elétrons giram em órbitas planetárias. Pouco tempo depois, Niels Bohr, inimigo de Einstein, seria afetado pelo mesmo gás e criou outro modelo atômico, parecido, mas com muito mais frescuras.

Einstein-crack.JPG
Físicos clássicos, quânticos e outras mentes doentias brilhantes
v d e h

Albert Einstein - Charles-Augustin de Coulomb - César Lattes - Enrico Fermi - Ernest Rutherford - Erwin Schrödinger - Galileu Galilei - Isaac Newton - James Clerk Maxwell - Johannes Kepler - Leonard Susskind - Lorde Kelvin - Louis de Broglie - Max Planck - Michael Faraday - Michio Kaku - Neil deGrasse Tyson - Niels Bohr - Paul Dirac - Peter Higgs - Pierre Simon Laplace - Richard Feynman - Stephen Hawking - Werner Heisenberg - Wilhelm Conrad Röentgen - Wolfgang Pauli

Boaquimica.jpg
Alquimistas Químicos e cientistas loucos em geral
v d e h

Antoine Lavoisier - Alessandro Volta - Alfred Werner - Amedeo Avogadro - Berzellius - Dmitri Mendeleev - Doutor Roberto - Ernest Rutherford - Friederich Kekulé - Friederich Wöhler - Gay-Lussac - Geraldo Vicentini - Henri Louis Le Châtelier - Humphry Davy - John Dalton - Joseph John Thomson - Joseph Louis Proust - Linus Pauling - Louis Pasteur - Marie Curie - Niels Bohr - Otto Hahn - Paracelso - Pierre Curie - Robert Boyle - Stanley Miller - Svante Arrhenius