Edward Khil

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/commons/6/68/Rickroll1.gif}}

Loser 2.JPG

Edward Khil já morreu!

Dona Morte cumprindo sua cota diária...

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele não gosta muito de ucranianos.

Smirnoff.gif
Emblem-sound.svg.png Edward Khil
TROLOLO.JPG
Na União Soviética, o comediante ri de VOCÊ!!
"Aquele portão é lindo, né?"
Nome Eduard Anatolyevich Khil (Эдуард Анатольевич Хиль)
Origem Rússia
Sexo sómente com a esposa
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Vocal, piano
Gênero música popular
Influências Frank Sinatra
Silvio Santos
Nível de Habilidade mais de oito mil
Aparência trollface vivente, mas mesmo assim já foi comestível
Plásticas
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Водка! Водка! кругом водка!
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
a mãe Rússia


Edward Khil em seu hit mais famoso "Trololo"
O que acontece com 2 trolls juntos

Cquote1.png Você quis dizer: Troll-olo Cquote2.png
Google sobre Edward Khil
Cquote1.png Experimente também: Silvio Santos Cquote2.png
Sugestão do Google para Edward Khil
Cquote1.png Você quis dizer: Frank Sinatra Cquote2.png
Google sobre Edward Khil
Cquote1.png Você quis dizer: Trololololololololololo Cquote2.png
Google sobre Edward Khil

Cquote1.png Na União Soviética, a música canta VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Edward Khill
Cquote1.png BRAVO! BRAVO! BRAVÍSSIMO! BRAVO! MAIS UM! MAIS UM! MAIS UM! Cquote2.png
Dona Florinda sobre Edward Khill
Cquote1.png Eu aprendi com ele. Quando crescer, quero ser como ele. Cquote2.png
Frank Sinatra sobre Edward Khil
Cquote1.png Sua música é linda...Ou não. Cquote2.png
Teroria do ou não sobre trololo man
Cquote1.png Esse malandrão vai aprontar todas e colocar a terra Krushev de pernas pro ar! Cquote2.png
Narrador da sessão da tarde sobre Edward Khil
Cquote1.png Você traiu o movimento soviético, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Trololo man
Cquote1.png Sua música é incrível! Cquote2.png
Chuck Norris sobre Trololo
Cquote1.png Sua música é horrível! Cquote2.png
Chuck Norris sobre Trololo após matar o falso Chuck acima
Cquote1.png Nunca vi minha imagem no espelho até conhecê-lo Cquote2.png
Drácula sobre Trololo
Cquote1.png CARALHO! Acabei de ser Trololoded! Cquote2.png
Rick Roll sobre Edward Khil
Cquote1.png Na União Soviética, o ácido viaja em VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Edward Khill
Cquote1.png Já cometi um grande erro... Cquote2.png
Stálin sobre ter esquecido matar o trololo

Edward Khil (ou Eduardo Gil), nascido na cidade de Kurnikova, Ossétia do Norte, URSS, conquistou o mundo pop fazendo suas primeiras aparições na MTV-Soviética em 1963, quando acumulou tanta grana que passou a gastar seu tempo nas 5 décadas seguintes a fim de popularizar suas apresentações no youtube. Além disso, Khil era cristão, e existe uma canção sua em contra de Lenin, mas o governo não se importou!

Kimi Raikkonen se divertindo com a performance de Trololo

Biografia[editar]

Até mesmo o durão e ianque Hollyfield se rende às graças de Eduard Khil

Filho de um bielorrusso e possivelmente descendente de espanhois, foi separado da mamãe e a irmã quando criança ao ser mandado para criar gatinhos na Sibéria. Após meses de sofrimento, conseguiu escapar do trabalho forçado e se reunir com a mãe. Sua alegria era tanta que no ano 1966 um amigo seu, Arkadi Ostrovski, compôs pra ele o clássico "I am so glad because I am finally returning back home", também conhecido como trololo, que estourou na MTV soviética pouco tempo depois e se manteve em primeiro lugar nas paradas do mundo todo, superando astros como Beatles, Rolling Stones, Hollyfield, Massacration, Chimbinha e seus plagiadores Frank Sinatra e Rick Roll.

Não tem nenhum parentesco com Gilberto Gil[editar]

O seu sobrenome Хиль, que em inglês às vezes se escreve Hill, não tem nada que ver com isso, pois na verdade Хиль é a ortografia russa do sobrenome espanhol Gil. O mesmo Khil disse que talvez um antepassado dele com esse sobrenome foi soldado espanhol, na invasão de Napoleão, e decidiu ficar na Rússia, ao caralho com Napoleão.[1] Tempo depois, quando Edward fez turnês pelo mundo todo, encontrou-se com individuos com o mesmo sobrenome, não apenas em lugares óbvios como a Espanha, o Portugal, e a América Latina, senão também em lugares meio inesperados, por exemplo a Suécia.[2]

Mas Khil também sabia de outra origen possível do seu sobrenome: devido ao fato de que o seu pai era bielorrusso, poderia ser que Хиль é distorção do sobrenome bielorrusso Гиль. Ainda assim, provavelmente um espanhol estava envolvido nessa distorção mesmo...

Carreira[editar]

Edward Khil gravou sua primeira faixa "Себежанка" no ano 1962, e depois disso fez muito successo cantando com muito sentimento canções sobre os soldados, os marineiros, e os soldados marineiros; cantou sobre o amor e o otimismo, mas sendo barítono isto também cantou com sentimento. Coisa que não teve muita importância para as devchonki daquele tempo, pois elas o achavam mais sexy do que qualquer outro russo. A pesar disso, a mulher dele não era ciumenta, pois Edward não era infiel. Mesmo assim, uma fã era tão louca mas tão louca, que tentou matar a esposa! Felizmente, não teve successo.

Depois do fim da guerra fria, Khil ficou desempregado e fugiu pra França, onde cantou num cabaret chamado sem imaginação Rasputin. Aí na França, viveu num apartamento junto com alguns amigos. Mas dentro de alguns anos, Khil teve este sentimento: "Estranho muito minha família. Pra caralho com tudo isto, vou regressar pra casa!"

Dizem as más línguas que naquele tempo que Khil esteve na França, esteve namorando alguma outra mulher. Que rumor mais estúpido. Se a coisa fosse assim, tem certeza que alguém teria dito algo.

Trololó[editar]

Я очень рад, ведь я, наконец, возвращаюсь домой (Estou muito feliz pois já volto pra casa)... é um título bastante comprido para uma canção sem letra. Foi composta em 1966 por um judeu, Arkadi Ostrovski,[3] grande amigão de Khil. Vocês os leitores já sabem por quê a canção não tem letra, né? Que era uma trollagem em contra dos comunistas, pois a letra estava censurada? Pois não era assim. Segundo o mesmo Khil e o filho de Ostrovski, um cara, Lev Oshanin, havia escrito letra sobre um vaqueiro que andava cavalgando por Kentucky de volta pra sua mulher, quem lhe fazia uma meia enquanto o esperava.[4] Ostrovski deu uma olhada pra letra e disse: "É uma merda." Coisa que enfureceu o letrista Oshanin, quem respondeu: "Tá bem. Mas lembre disto: A canção não terá nada de successo sem letra!" Respondeu Ostrovski: "Vai tomar no cú, que não preciso da sua letra!" E é por tal desacordo imaturo que existe o Trololó-- ou seja que foi pura trollagem antes da existência dos trolls.

Estes outros cantores hão cantado "Trololo":

  • Muslim Magomayev, barítono azerbaijano que nem era muçulmano, nem sequer azeri. Quase todas as suas canções estão em russo. O seu video do Trololo nos ensinou que é perfeitamente aceitável trollar os amigos na hora da ceia.
  • Valeri Obodzinski, tenor ucraniano que em 1997 morreu de sobredose alcóolica, pois ao descobrir que sua segunda mulher era uma infeliz, tentou voltar pra primeira esposa; ela o rejeitou, pois já sabia que Valeri era um adúltero filho da puta. Seu trololo era jazz.
  • Koós János, um húngaro bêbado. Sua versão tem uma estrofa de letra, mas ninguém se importa.
  • Mart Sander, cantor estónio. A versão dele também tem letra, mas esta consiste na sua totalidade da frase „Joo viina!“ (Que bebam vodka!)

O famoso video foi gravado na Suécia. O fondo que se vê, com tudo e portão, foi presenteado pra Khil em troca de umas bonecas matrioshka. Antes de cantar "Trololo", Khil disse para o público: "Agora vou lhes cantar em sua língua." Ao perceber que haviam sido trollados, todos se mijaram de rir. Semelhante trollagem também aconteceu na Alemanha, na Holanda, e talvez outros países também.

Vida pessoal[editar]

Cquote1.png Cómo se atreve!? TOMA!!! hihihi Cquote2.png
a esposa sobre ser surpreendida pelo primeiro beijo
No ano 1958, Edward Khil casou-se com uma dançarina exótica, Zoya Pravdina. Conheceram-se enquanto estudavam juntos no conservatório de Leningrado, e seguiram juntos até a morte dele. O 2 de junho de 1963, tiveram um filho, Dmitri. Em 1997, Dmitri teve um filho, Edward II. O filho e o neto também são barítonos, coisa que não é surpresa nenhuma.

Morte[editar]

Cquote1.png A morte é a continuação da vida. Cquote2.png
Edward Khil sobre ser otimista até o fim
Edward Khil morreu 4 de junho de 2012, aos 77 anos. Putin resultou ser fã, pois ele tinha algo pra dizer pelo assunto.

O 4 de junho foi declarado como dia das trollagens, assim que, trolls, não se esqueçam de trollar um comunista!

Khil fica enterrado junto à Igreja da Santa Xenia de Petersburgo.

Que fique na paz, fazendo trollagem.

Cómo é que não é santo ainda?[editar]

Caros leitores, estão conosco ainda? Tá bem. Vocês lembram que Edward Khil era cristão, hein? Pois é que, de alguma maneira, seja ou não milagre de Deus, estando ele muito envolvido com tudo isso da igreja, usando seu próprio dinheiro para ajudar com as renovações e ajudando às crianças na escola dominical, ninguém sabia disto até depois do fim da guerra fria. Cómo foi o assunto? Enfim, após sua morte, houveram alguns milagres.

  • No dia do seu funeral, justo no momento em que o caixão foi enterrado, uma cruz repentinamente apareceu no céu.
  • O 4 de setembro do ano 2014, dia que teria sido seu aniversário 80, foi revelado um monumento no seu túmulo. Quando um padre esparceu a água benta sobre este, vários pombos aterrizaram aí!

Poderiamos dizer que Deus estava feliz pois Khil já voltou pra casa...

Escândalos de Plágio[editar]

Sinatra em seu estilo "malandrão do cáucaso"

No ano de 1976, aos 42 anos (ou não),[5] Trololo ganhou, não seu primeiro, mas o mais importante, processo judicial contra seu plagiador, o artista Frank Sinatra que levou aos EUA toda a ginga, malemolência e estilo do crooning soviético. A pena imposta foi que Sinatra jamais poderia pisar em solo soviético para se apresentar, frustrando a maior ambição da vida do ítalo-ianque.

Anos depois, o cantor Rick Astley faria a segunda maior afronta aos valores e à originalidade soviética. Imitou seu estilo para pregar peças em internautas desatentos já no ano de 1989. O escândalo foi de tamanha proporção que a fúria de Trololo explodiu com o muro de Berlim e poucos anos depois derrubou Gorbatchev do poder dando fim à antiga URSS.

Prêmios[editar]

A lista de prêmios que Trololó recebeu é muito grande. Podemos citar, por exemplo, 4 discos de ouro pelos albúns Trololó canta Trololó, Trolololololololó, Trololó em ritmo de festa e Trololó especial de Natal. Ganhou diversos prêmios no VMR, como no VMA. Entre os prêmios ganhos no VMA, estão os prêmios de melhor canção internacional, melhor artista internacional e melhor fotografia de albúm. Também ganhou alguns prêmios no VMB, como o prêmio de melhor artista internacional, melhor canção internacional e o prêmio de honra ao mérito, por fazer grande sucesso, e unir o mundo em apenas um Trololó.

Obras[editar]

Algumas faixas viraram hits que ficaram nas paradas soviéticas por meses. Entre os sucessos, estão:

  • Trololó - Música que fala sobre uma pessoa que está feliz por chegar em casa
  • Человек из дома вышел (Lalalá) - Música que fala de um homem que saiu da sua casa
  • Лесорубы (He-he-hey!!) - Música que fala dos lenhadores
  • Такое чудо (Such a miracle) - música que fala do milagre que é o amor
  • Как провожают пароходы? (Вода, вода, кругом вода) - Cómo despedir os barcos? (Água por todas partes)

Ver também[editar]

Notas[editar]

  1. Ao parecer, há tantos Gil na Rússia que "Don Gil" é palavra de duplo sentido... e significa... calça verde?
  2. Agora a pergunta é que o que tanto fazia um espanhol por lá? Os bielorrussos não podem explicarem tudo!
  3. Seu nome verdadeiro era Avram
  4. Para começar, por quê não são duas meias?
  5. Devido à segunda guerra mundial, sua identificação foi perdida, e quando esta foi renovada, houve um erro. Então, a data de nascimento possivelmente não era 1934, senão 1933.

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Edward Khil no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg