Edifícios Tradicionais da Civilização Ashanti

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Seus otários, não são reconhecidos pela UNESCO! Cquote2.png
Povo Ashanti sobre Povo Kumasi

Os Edifícios Tradicionais da Civilização Ashanti são vestígios da existência de uma avançada civilização no Gana que foi varrida do mapa após uma seca de 350 anos durante o século V.

Edifícios Ashanti[editar]

Festim canibal Ashanti em retrato.

Os edifícios do povo Ashanti são baseados no barro e palha, legado dos melhores indígenas sul-americanos. Esse tipo de erguição pode ser facilmente destruída com o tempo, então foram feitas macumbas fortíssimas para criar-se proteções invisíveis em volta das várias ocas construídas por esse povo.

Durante a época de glória do Poderoso Império Mali, Ashanti não aguentou a pressão e foi conquistada servindo de vasta plantação para o exército malilês se alimentar. Com a decadência do Império Mali, Ashanti passou a ser a tribo dominante e para provar essa prosperidade passou a construir diversas cabanas e ocas por toda Gana. Durante muito tempo a Tribo Kumasi foi a grande rival dos Ashanti e ambos povos se comeram por bastante tempo.

O Império Ashanti decaiu após a descoberta de ouro. Depois disso um monte de país que o povo Ashanti nunca tinha ouvido falar começou a aparecer nas redondezas matando e escravizando um monte de gente, então muitos deles preferiram ir trabalhar no Brasil e abandonar Gana.

Povo Ashanti[editar]

O povo Ashanti em termos gerais lembram qualquer outra tribo africana: Muita gente passando fome, em situação difícil e com traços de canibalismo cultural honroso.

Os Ashanti se destacavam dos demais portanto, por possuírem os melhores pais-de-santo de toda a África, o que conseguiu defender durante muito tempo o Império, mas na época que os europeus invadiram, eles estavam equipados com magos e druidas mais bem equipados.

Ver Também[editar]