Edge Geraldine

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hotsuma.JPG Este artigo é sobre um ninja!

Se você vandalizar, ele e os outros ninjas
do dojô irão matá-lo!

Edge, um Ninja do Barulho


Edgecosplay.jpg
Nome Completo Edward Geraldine
Classe Ninja
Terra Natal Hokkaido
Parceiros Rydia (amor nada correspondido)
Parentes Rubicante matou todos e comeu com batatas
Inimigos Rubicante, pois matou seus amigos e sua família
Golbez, pois ordenou que Rubicante matasse os amigos e a família de Edge
Zeromus, pois ordenou que Golbez ordenasse que Rubicante matasse os amigos e a família de Edge
Equipamento Preferido Shurikens e Kunais
Habilidades Ninjutsus
Fatiar e picar com suas duas espadas de ébano
Ficar puto e aumentar a própria força
Afanar os bens dos otários

Edward Geraldine (エドワード・『エッジ』・ジェラルダイン no Japão), mais conhecido na quebrada apenas como Edge, é um ninja pervertido que aparece no mundo de Final Fantasy IV.

Antes um príncipe hedonista e vagabundo do reino de Eblan, que fazia orgias no castelo com o ouro dos contribuintes, depois que viu o genocídio de seu povo e de sua família pelas mãos e pelo bafo de fogo de Rubicante, Edge passou a dedicar-se a aprender as artes ninjas, para vingar aqueles que passaram desta para uma pior.

Agora podendo ser considerado um ninja, apesar de vestir-se apenas de branco, Edge passa seus dias com apenas duas coisas em mente: caçar, matar e estuprar o demônio que matou os seus companheiros e transar com moças bonitas, moças formosas, moças bem feitas, apenas para que a etnia eblaniana não seja extinta após a sua morte, ou não.

Infância[editar]

Em uma manhã quente de outono de um ano desconhecido por nós, meros mortais, nascia em uma cama ornamentada com ouro, rubis e chucknórrio o príncipe de Eblan, Edward Geraldine, cujo destino já estava definido, ele deveria continuar com a tirania da família real, bancando as suas luxúrias com o dinheiro dos camponeses que passavam o dia inteiro plantando arroz nos campos e como pagamento, apenas tomavam no cu.

Não, esse não é o Edge, mas também é um ninja genérico com cabelo platinado, então vai essa foto mesmo.

Em seus primeiros ânus de vida, Edge passou por muitas dificuldades, pois os camponeses folgados estavam fazendo corpo mole, recusando-se a trabalhar sem descanso nos finais de semana. Por conta disto, o príncipe de Eblan não conseguia cumprir com sua agenda, de viajar semanalmente para o Japão para treinar com o seu sensei ninja que cobrava, aproximadamente, 500 euros para instruir o jovem herdeiro do trono.

Na adolescência, Edge já possuía um conhecimento mais ou menos amplo sobre as artes ninjas de agir nas trevas para assassinar seus inimigos, porém, como possuía um ego maior do que a própria vontade de comer prostitutas, o que não é pouca coisa, Edge negava-se a vestir-se apenas de preto, pois achava que isso ofuscava a sua beleza. Então, ele decidiu inovar, tornando-se um assassino que veste-se apenas de branco e usa vários acessórios de ouro e prata. Foda-se que ele não consegue camuflar-se, com as melhores armas do reino a disposição, incluindo a Faca AK-47, a faca perfeita para o combate, ele não precisa se esconder, quem precisa se esconder são seus inimigos.

Em seus primeiros dias como ninja, querendo pegar experiência, Edge ajudava o povão, resolvendo problemas pequenos, como assaltos de pão na casa do João e brigas de bar, após as competições de quem bebia mais Pitú sem pegar mulher feia. Apesar de estar pouco se fodendo para o conforto de seu povo, pensando apenas nas riquezas que o mesmo lhe proporcionava, Edge passou a ser bem vindo pelas pessoas, sendo visto como um guardião dos mais fracos e espremidos.

Ao completar seus 18 ânus, Edge era um ninja hedonista que apenas estava preocupado em demonstrar a sua força em público e em transar com a maior variedade de prostitutas possível, de preferência até esfolar o pau. Porém, este panorama mudou quando o reino de Eblan foi visitado por Rubicante, um demônio chifrudo feio pra porra que solta fogo pelo rabo, cujo único objetivo era destruir qualquer coisa que estivesse ao alcance da vista. Os habitantes de Eblan eram apenas fazendeiros e bêbados, então não conseguiram fazer muita coisa antes de virarem churrasco. A família real também era inútil, e quando os seus membros perceberam que seriam mortos e capados pelo cramunhão, eles cometeram o auto-suicídio deles mesmos, ao tentarem chupar os próprios paus.

No fim, o único que ficou vivo foi Edge, que estava transando com uma camponesa no porão e não foi visto por Rubicante em um primeiro momento. Vendo os corpos de seus companheiros sendo usados como pano de chão, Edge ficou putaço, e desafiou Rubicante para uma lutinha, meso sabendo que não poderia vencer, afinal, seu inimigo era um puta demônio elemental gigante de 7 metros de altura e que soltava fogo ainda. Após alguns poucos segundos, deu o óbvio, Edge levou muita porrada e desmaiou, Rubicante apenas não o matou porque estava com preguiça de abaixar e terminar o serviço.

Vida adulta[editar]

Edge deixando que sua amada Rydia dê uma pegadinha em seu moogle.

Após a humilhação que lhe foi proporcionada por Rubicante, Edge ficou depressivo, pensando em seus companheiros mortos, e principalmente nas putas que não mais poderia comer, já que o reino tinha sido destruído, e não havia mais ninguém pra trabalhar pra ele. Ele ficou nessa vibe negativa até que o grupo de protagonistas comandado por Cecil o encontrou, e o ajudou a curar as suas feridas, tanto no corpo quanto na alma.

Após recuperar-se do baque, Edge pensou em buscar por vingança, indo atrás de Rubicante pra capá-lo, porém, ao notar que no meio do grupo dos herois estavam duas garotas boas, muito boas, especialmente Rydia com seu rabetão, Edge decidiu acompanhá-los, pois assim além de ter a oportunidade de passar a rola em sua mais nova amada, hora ou outra ele iria acabar encontrando com o seu inimigo declarado, e iria fazê-lo pagar pelas mortes e destruição que o mesmo causou.

Agora no grupo dos protagonistas, Edge não descansou enquanto não executou sua doce vingança, apenas fez algumas paradas estratégicas para elogiar o rabo de Rydia e tentar pegar nos peitos de Rosa. Apesar de nunca obter êxito em suas tentativas, Edge é um cabeça-dura, e busca até hoje a oportunidade perfeita para comer as duas simultaneamente, ou se tudo der errado, pelo menos fazer um filho em Rydia.

Após muitas aventuras com as minas de hentai e os viadões do grupo, Edge finalmente conseguiu concluir sua vingança, ou não, indo pra cima de Rubicante de pau duro e matando seu inimigo com uma flechada no joelho. O problema é que, após matar o bicho chifrudo, Edge descobriu que ele, na verdade, era apenas uma marionete controlada por Golbez, e portanto, ele seria o verdadeiro responsável pela sua dor. Assim, agora ele passou a ir atrás de Golbez, mas não conseguiu matá-lo, pois além dele ser o irmão psicopata perdido de Cecil, ele estava sendo controlado por Zemus.

Agora mudando novamente o seu objetivo, e passando a ir atrás de Zemus para finalmente concluir a sua vingança, Edge aperfeiçoou suas habilidades e seus ninjutsus, e com a a ajuda de seus amigos, conseguiu, finalmente, matar o responsável pelas mortes que ainda o atormentavam em pesadelo. Sua vingança estando concluída, Edge ficou com a consciência tranquila, e voltou a ser apenas mais um ninja tarado que faz qualquer coisa por uma transa.

Jogabilidade[editar]

Após mais ou menos 300 fracassos, Edge finalmente alcança seu objetivo.

Edge não presta pra proteger seus companheiros, já que é um ninja, e ninja não se importa com amigos nem com nada, apenas com a morte de seus inimigos. Sua única função no grupo é usar suas duas espadas feitas de prata para empalar os inimigos o mais rápido possível, antes que os mesmos percebam a sua presença e preparem um ataque, o que seria fatal para alguém tão papel quanto Edge, que não usa armadura para não comprometer a velocidade e que, por isso, não aguentaria um soco sequer.

Assim como qualquer ninja que se preze, a grande capacidade de Edge está nos ataques rápidos e precisos, quando equipado com adagas, ele consegue bater muito rápido nos inimigos, assim como bate suas bronhas de madrugada, e os mata antes que eles percebam o que está acontecendo - ou faz com que eles fiquem apenas mais putos, e descontem a raiva nos demais membros da equipe, aniquilando geral. Nos momentos em que não possui uma peixeira a disposição, Edge utiliza-se de shurikens pequenas e até de uma gigante, que arremessa nos inimigos fazendo um estrago mais ou menos considerável, ou apenas um arranhão, no caso dos chefões.

Apesar de sua grande capacidade estar nos ataques físicos, Edge também pode ser usado como um conjurador, com os seus ninjutsus baseados em magias antigas babilônicas, que causam dano em área. Porém, por ser analfabeto e nunca ter lido um tomo amplificador na vida, Edge possui um poder mágico patético, e suas magias não fazem quase nada de estrago, servem apenas para causar dano em inimigos mais fracos e economizar a mana dos conjuradores mais poderosos e realmente úteis, como Rydia e Palom.