Duende Verde

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
USB logo.png United $tate$ of McDonald'$

Este artigo é gringo! Ele come Big Mac com Coca Cola no café-da-manhã e pensa que Seinfeld é a melhor série de todas.

Jason voorhees.jpg Este artigo é sobre um(a) ASSASSINO!

Este(a) louco(a) sadomasoquista provavelmente esquarteja suas vítimas, sofre de problemas mentais ou foi violentado(a) pelos pais. Se vandalizar o artigo, Freddy Krueger irá lhe fazer uma visitinha de noite!

Admmalvado.jpg Este artigo é sobre um vilão!

Isso significa que ele rouba, mata e faz outras coisas sem nenhum motivo. Se vandalizar este artigo, um super-herói irá lhe prender.

Cquote1.png Você quis dizer: Gazoo? Cquote2.png
Google sobre Duende Verde
Cquote1.png Você quis dizer: Doente Verde Cquote2.png
Google sobre Duende Verde

Cquote1.png Sempre fazíamos competição para ver quem cheirava mais gatinhos... Cquote2.png
Bob Marley sobre Duende Verde

Cquote1.png Quem manda aqui sou EU!!! Cquote2.png
Norman Osborn sobre S.H.I.E.L.D.

Greengoblinv10.gif

Norman Osborn, mais conhecido como o Duende Verde, é primo de Ozzy Osbourne (o cartório errou o sobrenome, que novidade). Já foi dono e engenheiro de uma grande fábrica bélica. Ficou conhecido por tentar assassinar o Homem-Aranha com uma florzinha explosiva. Hoje, ele vive na Europa e é um famoso compositor de Reggae.

O Início do Duende[editar]

O Duende Verde dando um passeio no seu Planador-Morcego

Em sua infância, Norman foi profundamente influenciado por seu primo (Ozzy ou Caralho) e passou a louvar o Deus Metal. Conforme seu primo foi envelhecendo, Norman acabou adquirindo novos amigos e, para sua infelicidade, deixou de louvar o Deus Metal.

Aos 9 anos de idade, Norman conheceu Sexo e Emo e passou a fazer competições de Cheiramento de Gatinho com sarna com o mesmo. Nesta época, Norman e seu pintão idolatravam músicas emo e até fundaram uma bandinha de fundo de quintal e passaram a tocar nas ruas para os turistas, a fim de ganhar algum dinheiro de merda.

A Oscorp[editar]

Norman Osborn, logo depois de sair da Faculdade do Acre

O tempo foi passando e Norman deixou o reggae e se dedicou mais aos estudos, tanto é que se formou em Engenharia Bélica na Universidade Nacional do Acre. Depois de concluir seus estudos, Norman pegou dinheiro emprestado do Super Sam e construiu a indústria bélica Oscorp.

Norman se mostrou não apenas um ótimo engenheiro, mas também um bom homem de negócios, firmando um contrato de fornecimento armamentista com os EUA, ganhando muito dinheiro. Porém Norman não se contentou com isso, ele pretendia mais. Firmou então um contrato com a URSS, sendo o principal articulador da Guerra Fria. Neste período de tempo, Norman viajou para a República Checa e acabou tendo um filho com uma puta: Harry Osborn.

O Duende Verde e o cogumelo[editar]

Muito tempo depois, os EUA acabaram descobrindo a aliança entre Norman e a URSS e ameçaram romper o contrato. Norman entrou em depressão e resolveu comer um Cogumelo alucinógeno (ele já estava há algum tempo sem cheirar gatinhos e resolveu pegar algo mais fraco) para esquecer seus problemas. Acontece que o Deus Metal modificou este cogumelo (como vingança).

Norman sob efeito do Cogumelo Alucinógeno (com boca)

Quando Norman comeu o cogumelo alucinógeno (com cabeça verde ou vermelha, bolinhas brancas, olhos e nenhuma boca), o Deus Metal colocou uma boca no mesmo (o que o tornou maligno). O efeito do cogumelo tomou completamente o corpo de Norman e o obrigou a fazer uma fantasia de carnaval que o caracterizaria como o Duende Verde (cá entre nós... o Duende Verde é um vilão tão carnavalesco que parece que até que saiu de dentro de um desfile de escola de sambas). O cogumelo também o forçou a invadir o esconderijo do Batman e roubar a tecnologia para fazer seu Planador Morcego.

O Cogumelo acabou criando uma personalidade dentro de Norman, a qual ele não conseguia controlar. O Duende Verde começou a se vingar de todas as pessoas que prejudicaram Norman, em especial a Bruxa do 71, que impedira ele e Bob de cheirar gatinho na vila.

A "Morte"[editar]

Em todos os lugares onde ele tentava atacar, sempre aparecia um poser chamado Homem-Aranha que sempre queria roubar a atenção da mídia para si, não deixando nenhum espaço para ele no Jornal. A raiva de não estar em nenhuma foto do Jornal da manhã seguinte acabou aumentando a fúria do cogumelo, o qual ordenou o Duende Verde a atacar o Homem-Aranha.

Na ponte George W. Bush Washington, o Duende Verde e o Homem-Aranha lutavam, até que aquele lançou uma Florzinha Explosiva para atrair o inimigo. O Homem-Aranha ficou tão feliz de ter uma florzinha para cheirar que soltou um peido de alegria, o qual foi aspirado pelo Duende Verde que acabou perdendo o equilíbrio (pois fedia muito) e se feriu com seu planador, sendo dado como morto.

Harry Osborn[editar]

O Duende Verde, pouco antes de enfrentar o Homem-Aranha

Após ver seu pai morto, Harry jurou vingança ao Homem-Aranha. Foi induzido pelo Deus Metal até o laboratório de seu pai e comeu um Cogumelo Alucinógeno (com boca). Ele acaba internado num sanatório para emos, pois o cogumelo não teve o efeito esperado, transformando-o em uma baitola.

O Deus Metal ficou insatisfeito com os resultados do cogumelo e resolveu influenciar o mesmo a cheirar um gatinho embebido de Glucevilioside (a substância extraída de um cogumelo alucinógeno com boca). Harry cheirou e acabou ficando com overdose, morrendo logo em seguida.

Outros Doentes Duendes Verdes[editar]

Existiram outras cópias falsificadas do Duende Verde, uma delas foi o psicólogo do sanatório de emos, que abstraiu o local do laboratório secreto de Norman da cabeça de Harry, enquanto este encontrava-se internado. Acabou sendo morto quando tentou cantar um Homem que vagava pelas ruas.

Versão falsificada do Duende Verde, o Duende Emoacabro

Outro duende era um estilista, "irmão" de Clodovil. Ele usava uma fantasia rosa do Duende Verde e se nomeava o Duende Emoacabro.

A Volta de Norman[editar]

Norman reaparece na Bosta (escapou do efeito do cogumelo), como proprietário de um bar que oferece "fazer um striptize" de várias drogas. Existem boatos de que, um dia, até o Homem-Aranha foi visitar esta localidade e acabou ficando bêbado tomando um copo de chope. Hoje, Norman é um feliz, e bem sucedido, proprietário de uma rede de cassinos na República Checa, onde acabou se casando com a mesma prostituta com quem teve seu ex-filho, Harry. Além disso, ele é um grande compositor de Musica Emo por lá.