Desnotícias:Umbrella Corporation: a verdade por trás da nova onda de paranoia no EUA

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

WASHINGTON D.C., EUA -

Umbrella Corporation estaria patrocinando secretamente uma nova onda de paranoia provocada pelos efeitos do A-Virus (H1N1).

Segundo fontes de algumas ONGs a Umbrella Corporation manteria laboratórios em uma base subterrânea ultra-secreta, em território norte-americano, que desenvolveria estudos biogenéticos proibidos, tais como o desenvolvimento do HIV-Virus, T-Virus, A-Virus entre outros. Segundo essas fontes o Virus A, reintroduzido experimantalmente em 1977 numa comunidade isolada da antiga URSS provocaria um grande sentimento de paranoia coletiva nas pessoas infectadas, que passariam a agir desprovidas de uma razão real diante de um medo aterroriante, agindo como verdadeiros zumbis, uma tecnologia biogénetica aprimorada obtida através da recombinação mutante dos RNAs das primeiras cepas do HIV-Virus e, especialmente, do T-Virus, que provocava o efeito de mortos-vivos irracionais, pouco úteis aos interesses comerciais da Umbrella Corporation.

Os efeitos do A-Virus mostram-se poderosos quando contaminam um grande grupo de pessoas: um único paciente infectado pelo A-Virus pode parecer esquizofrênico e paranoico aos olhos das outras pessoas, mas à medida em que a infecção se alastra, as pessoas infectadas agem em conjunto de uma forma que lhes parece racional e mesmo os não infectados entram em dúvida a respeito das racionalidade de medidas regidas pelo medo irracional dos infectados. É um virus poderoso porque o medo irracional paranoico não atinge somente os infectados: quanto maior a proporção de infectados o medo paranoico se instala antes mesmo da infecção pelo A-Virus.

As ONGs que acreditam na realidade dos estudos secretos da Umbrella Corporation apontam que o A-Virus é extremamente lucrativo porque através do medo paranoico grandes sistemas de rastreamento de faces, de batimentos cardíacos, scanners corporais de raios-X, endoscopia, colonoscopia, ultrasom de abdomem, etc puderam ser vendidos pela Umbrella Corporation a um preço regido por um medo paranoico, ou seja, um preço exorbitantemente alto tanto em valores monetários bem como pela humilhação imposta à enorme maioria de pessoas que agem de boa-fé, frente a um risco racionalmente pequeno e que nunca pruduzirá um efeito significativo.

Para ilustrar os efeitos do A-Virus nos EUA algumas ONGs citam o caso de um paciente contaminado por um rota-Virus intestinal que lhe provocou uma enorme crise de gases, dores intestinais e uma diarreia que não terminava nunca. Por acender dois fósforos no banheiro e se recusar a sair de lá, de calças arriadas e cagando pelos corredores do avião, uma operação avaliada em US$ 10 milhões de dólares foi autorizada para que três caças da Umbrella Corporation interceptassem o avião do suposto cagão, que foi preso sob a acusação de cagar por um tempo demasiadamente grande no voo e é claro, por embriaguês, para satisfazer o medo das massas.



Fontes[editar]