Desnotícias:Desciclopédia anuncia acordo de fusão com Pudim.com.br

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Waldinho, o dono do pudim e do site Pudim.com.br.

DESCICLÓPOLIS, Haiti - O Grupo Sílvio Santos Desciclomídia, controlador da Desciclopédia e de outras empresas anunciou nesta sexta-feira ter fechado um acordo de fusão com o Conglomerado Pudim.com.br.

Waldinho aprendeu a fazer pudim (e sites como o Pudim.com.br) com sua mãe Waldirene.

Segundo comunicado divulgado ao mercado, o contrato Cquote1.png visa a integração dos seus negócios excusos, exposição de fatos verídicos e também de diversão de alto nível. Cquote2.png

A associação vai unir as operações do site Desciclopédia, do Pudim.com.br e da Unilever (este último já pertencente ao Pudim) em uma única e nova sociedade.

Com a aquisição, a Desciclopédia se consolida na liderança da internet brasileira. O grupo tem participação ainda em Cassinos, Bocas de Fumo e Casas de Prostituição na alta sociedade luso-brasileira e também no Trinidad e Tobago.

O valor da aquisição ainda não foi divulgado. Mais detalhes sobre a operação serão divulgados pelo presidente do conselho de aministração do Grupo Desciclomídia, Doutor Roberto, e pelo dono e criador do Pudim.com.br, Waldinho, em DesEntrevista marcada para a manhã desta sexta.

A Desentrevista será apresentada por Abílio Diniz, dono do Grupo Pão de Açúcar, que está morrendo de inveja desta fusão.

De acordo com a nota, a empresa resultante da operação terá mais de 8 mil 20 mil artigos, cerca de 90 mil imagens e dois sites para administrar, incluindo Despornografias, Desnotícias, Desentrevistas, Desfofocas, Deslivros e outros mais de 2 produtos diferentes.

A presença do novo grupo estará em cerca de 777 países, 666 planetas e 42 sistemas solares. O faturamento anualizado da companhia em 2008, já englobando o Pudim.com.br está ao redor de R$ 42 fantastibilhões.

Doutor Roberto já saboreia um pudim, celebrando a integração dos sites: Cquote1.png ...!!! Cquote2.png
Doutor Roberto, presidente, dono, fundador e filho da puta do Grupo Desciclomídia despachando no QG da Desciclopédia.

No terceiro trimestre deste ano, especulou-se que o Pudim havia sido comprado por 193.016.234.190,5 milhões de dólares zimbabuanos, ficando na liderança nas aquisições de domínios brasileiros e em quarto lugar no mundo, conforme noticiado pela Agência Desnotícias.

Aos 69 anos, o Pudim têm cerca de 42% da audiência da internet brasileira, teve no ano passado um faturamento de R$ 13,777 porrilhões. Em fevereiro, acuada pelo avanço de outros sites, o site lançou a venda de pudim pela internet, com um investimento de 3,7 milhões de latas de leite condensado.

Em 2008, o Grupo Desciclomídia registrou audiência de 69% na internet brasileira e de 51% na portuguesa.

No terceiro trimestre, o lucro consolidado da Desciclopédia foi duas vezes e meia maior que o obtido um ano antes, de R$ 171 estupendilhões no terceiro trimestre, apoiado em aumento nas vendas de anões escravos criados em cativeiro.

Além dos sites Pudim.com.br e Desciclopédia, o grupo agora também detém as bandeiras Google, Playboy, Youtube e Pornotube.


Fontes[editar]