Deslivros:Gerônimo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.


George Stevensonense estava em outro um dia de trabalho, escavando achados arqueológicos. Era mais um dia comum, e tudo o que ele achava era o de sempre: pedras com risquinhos milenares, vibradores cavernículas, câncer de pele, etc. O seu turno já estava acabando, a vontade de voltar para casa e assistir ao Big Brother Brasil só aumentava. Entretanto, quando estava na última escavação, George encontrou algo diferente dos demais: um livro. No seu título estava escrito "Maoê, quem quer dinheiro?", e aos poucos sua vontade de voltar para casa começou a diminuir, agora o que ele realmente queria fazer é sentar numa pica dura e ler o seu conteúdo:

Búfalos pastando[editar]

Uma difícil jornada está por vir...

Já se passaram duas semanas desde que os líderes indígenas fugiram da aldeia que a gente tacou fogo e chutamos as macumbas deles. Nosso chefe, Bão Di Mais Jr. nos pediu que procurássemos por eles até no máximo 1 ano, pois ainda estamos no século 18, e nessa época tudo demora pra porra... Nesse exato momento eu e meu companheiro Jim von Gim estamos no meio do sertão de rachar o Sol, e por conta disso estamos procurando um abrigo que não contenha água contaminada com dengue ou zika para bebermos dela, e quem saiba praticar um pouco de hidromassagem depois de comer uma feijoada braba...

Agora já é noite, encontramos um abrigo que antes era dominado por escravos fugitivos, mas avisamos a eles que tinha um posto Ipiranga por perto para sanar todas as dúvidas deles. Contudo eles não entenderam o que eu disse já que são do século 18, e o posto Ipiranga é do século 20, então eu matei todos eles e usei suas peles para papel higiênico... Meu amigo não prestou atenção pois estava escutando Slipknot, a banda favorita dele do momento, a segunda favorita dele é o Balão Mágico, mas ele perdeu o CD e agora chora todas as noites por conta disso...

Já se passaram mais outras duas semanas desde que essas palavras foram escritas, e novamente nenhum sinal dos fugitivos indígenas... Durante esse tempo tivemos que cortar caminho pela Califórnia, pois por onde andávamos os navajos tinham se juntado com os apaches, formando um Megazord de índios que cuspiam fogo e destruíam cidades inteiras. Numa delas foi aonde eu aprendi a tocar banjo com meu tio Freddy, e punheta com o xvideos, e nunca irei perdoa-los pelo o que fizeram. Por conta disso estou cansado de procurar agulha no paleiro, preciso de uma tática mais efetiva...

Chapéu de couro[editar]

...Não saia daí, logo após os comerciais...

Depois que se passaram apenas cinco dias desde que escrevi tais palavras, volto aqui novamente para avisar que juntei uma boa gangue de caubóis cabras-macho, daqueles que usa calça jeans apertada até estourar um dos ovos... Meu chefe, Bão Di Mais Jr. me alertou que ouviu boatos de que os líderes indígenas talvez tenham fugido para o Norte do país, então primeiramente eu disse a todos que precisaríamos de tomar vacina para a febre amarela, mas eles não entenderam o que eu disse, então eu simplesmente ignorei e prossegui. Agora somos 10 homens, fortes e armados e nada pode nos impedir prosseguir...

Fomos impedidos de prosseguir pois um dos 10 homens pediu para parar, pois estava com diarreia, o problema é que ele cagou na bacia que nós usávamos para beber água. Eu sou um ser avançado, e por conta disso nem ousei beber desta fonte, mas meus confrades não eram dotados de tais dotes de inteligência, e acabou que a caganeira se alastrou por todo o esquadrão, e novamente fiquei eu e meu velho escudeiro, Jim von Gim, sozinhos...

Extra, extra! Volto aqui de novo para avisar que finalmente os rumores estavam corretos. Moradores encontraram e aprisionaram os líderes indígenas que eu tanto almejava capturar para ganhar em troca moedas de ouro para poder finalmente abrir meu boteco de luxo no meio da Copacabana... Graças a isso estou indo lá para resgatar meus prêmios e deixar que a vontade de Bão Di Mais Jr. dê o destino final desses dois indígenas cabra-safados...

Bola de feno[editar]

...Em breve, nos cinemas.

Chegamos na cidadezinha capata de Juazeiro do Norte. Aqui é onde diz estar os dois chefes de tripo indígena tchaka-tchaka-na-butchaka, bom bastante influencia otaka, como vocês podem observar... Uma senhora de camisola bastante chique me atendeu quando eu cheguei. Estranhamente ela arregalou seus olhos e se pôs a correr mais rápido do que um gordo foge de uma salada ou de um regime... Logo em seguida tiros começaram a serem disparados na minha direção, eu corri, no caso meu cavalo correu o mais rápido que ele pôde, mas infelizmente foi baleado nos testículos, resultando em morte instantânea...

Eu pensava que esse seria o meu fim: morto por tiros oriundos das favelas mais abissais do Rio de Janeiro. Entretanto, uma silhueta veio em minha direção, era a de um ameríndio, e logo reconheci quem era, o famoso cacique pajé Ferônimo, conhecido por ter matado mais de um bilhão de formigas após ter tacado uma bomba atômica no cu de cada uma delas. Uma lenda viva diante dos meus olhos, e ele parou e disso: Cquote1.png Eu sou seu pai! Cquote2.png, e logo em seguida em gritei Cquote1.png Meu Deus do céu, Berg! Cquote2.png.

Durante anos da minha vida eu lutei contra algo que fazia parte de mim, agora devo fugir e me refugiar em alguma fronteira de algum país da Europa. Mas o problema é que a União Europeia só foi criada no século XX, mas não tem problema, eu irei esperar até esse dia chegar. Agora, você quem está lendo esse texto saiba que eu passo a respondibilidade para parar de xeretar meu diário, antes que eu chame a polícia por falta de privacidade...

E mais uma página é virada...[editar]

Depois de ler estas palavras sábias, George Stevensonense guarda este livro na sua maleta e volta para casa, depois que a sirene é tocada. Dias depois não ocorre nada pois tudo o que ele leu não significou nada para George, pois basicamente o texto não trazia qualquer tipo de lição de moral ou significado, e provavelmente foi escrito por guri da quinta série que deixou derrubar seu texto no pátio de areia do colégio onde todos os dias George finge ser algo que ele não é por conta de sua inapta capacidade de se socializar...