Deslivros:Anais de Gnárnia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.


Cquote1.png Você quis dizer: Crônicas de Nárnia Cquote2.png
Google sobre Anais de Gnárnia
Cquote1.png Você quis dizer: Paulo Coelho Cquote2.png
Google sobre Anais de Gnárnia
Cquote1.png Anônimo é Gay !!! Cquote2.png
Administrador Malvado sobre Você
Cquote1.png Olha que gracinha, gente!! Cquote2.png
Hebe Camargo sobre Anais de Gnárnia
Cquote1.png Lembrem-se, AXE é desodorante de Pobre!!! Cquote2.png
Pai Luís de Oxum do Luxo
Cquote1.pngFui eu quem fiz! Cquote2.png
Maluf sobre Anais de Gnárnia

Cquote1.png Filme do barulho baseado na grande obra da pesada Anais de Gnárnia. Essa turminha do outro mundo aprontará altas confusões nesta eletrizante aventura de magia e feitiçaria que até Deus duvida! Cquote2.png
Narrador da sessão da tarde sobre a Anais de Gnárnia
Cquote1.png Não sabe o que é colega? Joga no Google ou olha na Wikipédia Desciclopédia! Cquote2.png
Cristian Pior sobre Anais de Gnárnia
Cquote1.png Simplesmente um loosho! Cquote2.png
Clóvis Bornay sobre Anais de Gnárnia
Cquote1.png Na União Soviética, os Anais de Gnárnia leem VOCÊ Cquote2.png
Reversal Russa sobre Você
Cquote1.png No Início eram Trevas Profundas... Cquote2.png
Bíblia sobre os Anais de Gnárnia
Cquote1.png Ô lôco meu!!!! Cquote2.png
Faustão sobre Anais de Gnárnia
Cquote1.png Meu amor, esses livros são Ó-T-I-M-O-S, li todos. Cquote2.png
Clodovil sobre os Anais de Gnárnia
Cquote1.png P*** que Pariu! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre nenhuma novidade para Dercy a respeito dos Anais de Gnárnia
Cquote1.png Volta pro mar oferenda!!!!!!! Cquote2.png
Mãe Bina sobre os Anais de Gnárnia
Cquote1.png Prefiro não comentar! Cquote2.png
Copélia sobre os Anais de Gnárnia
Cquote1.png O Ministério da Saúde adverte: Ler os Anais de Gnárnia pode ocasionar todos os tipos de doenças mentais que existem. Cquote2.png
Ministério da Saúde sobre esses livros Lindos
Cquote1.png O Ministério da Educação adverte: Ler esses livros podem afetar seu histórico escolar, o máximo que você irá tirar em uma prova é um 0 bem redondo Cquote2.png
Ministério da Educação sobre esses livros MARA!
Cquote1.png Esses livros são M-A-R-A! Cquote2.png
Seu Ladir sobre esses diários de Bordo
Cquote1.png Mamãe tirei um "Ó" na prova! Cquote2.png
Aluno sobre uma prova que fez um dia depois de ler os Anais de Gnárnia
Cquote1.png Inri Cristo! Chicoteia! Cquote2.png
Religiosa sobre os ensinamentos de macumba citados aqui nesses livros, o que pode gerar painhos e mãinhas em sua família!


Os Anais de Gnárnia[editar]

Capa Alternativa, você pode escolher na hora da compra... Polishop!
Capa de: Os Anais de Gnárnia
Os Anais de Gnárnia na Linha Histórica

Anais de Gnárnia é uma coleção de livros sobre toda a história de Gnárnia d. D (depois de Dercy), pois antes de Dercy não havia nada, apenas ela e Deus que, de tanto jogar damas com Dercy ficou cansado e resolveu criar o Universo desencadeando o Big Bang e após muitos bilhões de anos humanos criou a Terra e deu o domínio do Planeta à Dercy que dividiu com os macacos pois ela mesma estava decidindo onde começaria seu Reinado, mal sabia ela que o Destino a levava para um reino de muita falcatrua, corrupção e bestas quadradas aventura e Bruxaria magia. Toda essa conversa pra boi dormir história de Gnárnia é dividida em alguns Volumes chamados ANAIS DE GNÁRNIA. Você pode adquirir seus Anais de Gnárnia por um preço acessível na Polishop. Polishop, Novas Ideias dificultam facilitam a sua Vida! Promoção Imperdível! Ligando agora você leva inteiramente grátis um marcador de página. É ou não é profissionalidade e responsabilidade com o cliente?

Volume I - A Fúria de Taiko[editar]

Floresta que nasceu do sangue de demônios deuses que travaram uma batalha no inferno céu

Prefácio[editar]

Gnárnia foi criada a partir da guerra entre Gigantes, Vanir e Aesir travada em seu território, onde houve muito derramamento de sangue, então com o sangue dos demônios deuses cresceram as árvores assassinas bonitinhas que em seguida dariam origem à plantas carnívoras que devorariam o primeiro povo habitante de Gnárnia.

Capítulo I[editar]

O Início de Tudo[editar]

A Criação de Gnárnia data de 50.000 d. D e 50.000 a. C.(antes de Cristo) se deve ao fato da guerra ente Gigantes, Aesir e Vanir que mataram uns aos outros sem sobreviventes, ou seja, todos morreram por causas naturais que ninguém sabe explicar.
O motivo da Guerra foi que, Freya a meretriz deusa Vanir estava passeando e chamou a atenção de todos os Gigantes que ficaram excitados encantados com sua beleza. Os Aesir não gostaram nada disso, pois Odin o super tarado deus supremo estava querendo fazer besteirinha manter relações amorosas com Freya e assim, trair sua mulher Frigg corna tapada.
Um dia Freya estava com sua mini saia vermelha com seu top preto e um salto alto vermelho com cabelo de priscilinha tsunami armadura reluzente o que fazia todos olharem para ela com desejos (im)puros.
Lindo Marcador de Página! Vem juntamente com os Livros (Possui um encantamento que traz o(a) amado(a) em três dias se morar na grande São Paulo.
Quando um gigante pegou em suas nádegas acariciou Freya, Odin logo se enfureceu declarando guerra aos gigantes que eram liderados por Loki, o emo da família que não foi aceito por seu pai Odin ao se assumir. Então começou aquele vucuvuco pandemonium entre Gigantes e Aesir. Vendo isto, os Vanir acharam que deveriam ajudar os Aesir, pois eles já quitaram a dívida de mil maçãs de Idun a Rameira das árvores da macumba Deusa que oferecia frutos para fazer igual a Hebe Camargo, rejuvenescer.
Assim então começou a guerra decisiva para ver quem ficaria com Freya, mas a mesma morreu pois caiu da árvore do Yggdrasil e se afogou no poço de Ymir, pois ela era loira e não aguentou tanta inteligência e morreu. Os deuses disputaram até suas mortes mas como eles não eram imortais morreram de hemorragia, tétano, etc...

Capítulo II[editar]

A Criação da Vida em Gnárnia[editar]

A Criação da vida data entre os anos de 15000 d. D e 10000 d. D.(15000 a.C. e 10000 a. C) Como todos os seres místicos morreram (Aesir, Vanir e Gigantes) a terra começa agora um novo reino bem melhor e mais sadío, um bom lugar para se viver. Com o sangue dessas criaturas nasceram as árvores que deram origem à florestas sombrias e cheias de outras criaturas místicas como os telemongos Teletubbies, Barney, Vovó Bina, entre outros programas entediantes emocionantes da TV.
Os primeiros habitantes de Gnárnia foram Lifthrasir e Lif, que com muita bobiça conseguiram formar pequenas aldeias compostas basicamente por irmãos.
Ao mesmo tempo que a população de Gnárnia estava aumentando, uma ameça estava se aproximando, os Energúmenos
Um energúmeno Pintado Por um avarento que teve o azar de encontrar um
- Grandes plantas carnívoras que devoravam o que viam pela frente - que saíram das florestas e atacaram subitamente a população primordial, devorando-os por completo. Apenas dois sobreviventes restaram que eram Eteovina e Ziguifrido.
Resolveram então que deviam enfrentar os Energúmenos e partiram em busca de mais sobreviventes, mas não acharam ninguém...Foram sozinhos enfrentar os Energúmenos, mas descobriram que uma ameaça ainda maior estava por vir.

Capítulo III[editar]

O Inimigo em forma de Amigo[editar]

"Ucauaca" ou Urucubaca...Não se sabe ao certo quem ele era mas apenas a pronúncia de seu nome já fazia o povo tremer as canelas... Eteovina e Ziguifrido procriaram e tiveram mais filhos que os pais, cerca de 1500 filhos...Povoaram toda a terra de novo e viveram muito bem durante os primeiros séculos de existência, ate que então apreceu um homem, vestindo preto e convenceu o povo de que um lugar governado por um rei seria bem mais "divertido", então o povo de tanto que assistiu telemongos viraram também e aceitaram no que o suposto "Omen" falava.(Omen = Rosquinha, Orifício, Círculo do Mau)
Na época das eleições, as pessoas votavam no que achavam melhor, Luladrão, Álcoolkmin, José Serralheria, Garotinho's e o nosso querido suposto "Omen".
Forma humana de "Uacauaca"
Quem ganhou? Você, caro leitor dos Anais de Gnárnia ja deve imaginar né? Quem é que sempre ganha? Claro que o Luladrão não ganhou – ele perdeu! Quem ganhou foi o suposto "Omen", que depois de se sentar no trono de ouro purpurinado reluzente do palácio de Gnárnia, revelou que era na verdade Priscilinha seu nome verdadeiro era "Uacauaca" e todos ficaram P-A-S-M-A-D-O-S, babem, P-A-S-M-A-D-O-S.
Então "Uacauaca" estabeleceu seu Reinado de Trevas sobre o reino de Gnárnia.
Forma espectral de "Uacauaca"
Possível forma real de "Uacauaca" ou "Urucubaca"

Volume II - Frigstraith [editar]

Prefácio[editar]

Depois da criação de um Reino Absolutista em Gnárnia, O Segundo Volume conta as histórias do governo de "Uacauaca" o Imperador de Gnárnia, o Sombrio.

Durante seu anos de Reinado o povo vivia muito mal e insatisfeito.

Capítulo I[editar]

O Primeiro Reinado[editar]

Durante o Primeiro reinado de "Uacauaca" várias pessoas criaram movimentos de resistências mas infelizmente todos forma mortos, mas apenas uma sobreviveu: a Rameira Branca que foi deixada na beira de uma das estrada da antiga Budegalópolis, antiga capital de Gnárnia.
Em uma sexta-feira 13 de Novembro de 7589 d. D (a. C) veio até Gnárnia a Igreja Universal do Reino de Deus liderada pela Menina Pastora Louca, mas "Uacauaca"" expulsou todos pois já existiam muitas trevas naquela região e ele não queria dividir seu território com ninguém.
Reino/Território de Gnárnia após "Uacauaca" estabelecer seu domínio absolutista.
Como todas as formas de resistências ao governo absolutista de "Uacauaca" foram eliminadas a "paz" voltou novamente para Gnárnia e o povo voltou a sua rotina. Mas "Uacauaca" cometeu um grande erro em não matar a Rameira Branca, pois a mesma tomou ira por "Uacauaca" e queria destruí-lo de qualquer forma. Durante esse tempo teve uma filha com um macaco que chamou de Desorreia, que significa: a portadora da macumba magia.

Capítulo II[editar]

Desorréia[editar]

Essa é a Rameira Branca!
No capítulo anterior de Power Rangers vimos que Desorreia filha da Rameira Branca é portadora da mesma macumba que a mãe, mas Desorreia resolveu se tornar ainda mais forte que a mãe e saiu à procura de Mãe Bina e Mãe Zena, as grandes portadoras do segredo da macumba de terreiro. Quando as encontrou foi preenchida por uma grande felicidade pois já previa seu destino como aprendiz daquelas duas véias macumbeiras anciãs.
Mãe Zena explicou que para se tornar aprendiz ela deveria trazer certos itens raros que deveria procurar pela floresta sombria. Os itens que Desorreia deveria procurar eram:.
Essa Linda menina é a Desorreia!


Um ramo de maconha erva da cura
Um pedaço da pele de Sogra ruim
Dois pacotes de biscoitos trakinas
Um rolo de pergaminho usado para necessidades fisiológicas.
Depois de Sete meses Desorreia voltou trazendo todos os itens que foram cobrados para sua taxa de inscrição e depois teria que pagar mais 1000 moedas de ouro pelos gastos com materiais no decorrer do ano letivo.
Mãe Zena e Mãe Bina aceitaram Desorreia como aluna e passaram a ensinar Desorréia os seus preciosos dotes de macumba
Desorreia voltou para casa após cinco ânus anos de treino e muita prática de terreiro sabendo muito mais que a mãe. Logo após, Desorreia resolveu filosofar sobre o reino absolutista de "Uacauaca" e viu que em vários pontos ele estava errado o que a fez se revoltar-se contra consigo mesma se revoltar com o Reinado de "Uacauaca".
Desta forma, Desorreia criou o grupo das Witches, que carregando uma enorme força chamado coração de Sandrinha Kandrakar, o qual portava um imenso poder Místico (Para a Igreja Universal do Reino de Deus, vide Bruxaria) que poderia, no plano das ideias ser usado contra "Uacauaca" de maneira eficaz.
Mas nem tudo é um Mar de Rosas, o coração não era tão bom assim e acabou ficando com "Uacauaca" após derrotar e matar o grupo das Witches. Exceto uma foi morta, Desorreia, que conseguiu escapar usando sua técnica de escape rápido, que conseguiu aprender com o Grande Espírito da Floresta.
Desorréia envelheceu, e seu sentimento de ódio por "Uacauaca" se tornava cada vez mais intenso. Alguns anos depois, Desorreia, a Feiticeira Arcana das Artes Cabalísticas, Ocultas e Esotéricas se isolou na Floresta do Início(A mesma floresta onde surgiu a vida em Gnárnia, um local Mágico, sabia?) onde permaneceu até o momento da antiga profecia se revelar.

Volume III - A Profecia[editar]

Prefácio[editar]

Após o isolamento de Desorreia nas Florestas do Início, uma marca apareceu no céu, indicando o início de uma Nova Era, a Era da Libertação.

Capítulo I[editar]

Predestinação[editar]

No Início havia um ser "imortal" criado por Deus, o nome desse ser era DHRCYWH posteriormente traduzido para DERCY... Seu futuro era incerto e seu passado ainda não existia. Ela foi criada para cumprir uma profecia que a tempos já havia sido dita, sobre uma Guerreira que uniria o povo de um Reino contra o mal que lá habitava.
Quando Desorreia se exilou nas Florestas do Início, percebeu que ao céu se estendia um cometa muito brilhante que marcava o início da Profecia da Libertação.
Obviamente, "Uacauaca" já sabia desta profecia e estava se preparando para a grande batalha. Foram convocadas todas as Hostes, desde a extensa planície de CUruz até as praias de ,FiofóRyux.
Uma "jovem" havia desembarcado no porto, ninguém a conhecia, nunca ninguém tinha ouvido falar em "Dercy", ela possuía apenas um anel que foi lhe dado mesmo antes de completar seus 50.000 aninhos de vida. Dercy logo conquistou a confiança de muitas pessoas e ouvindo rumores de que Desorreia havia se exilado em algum lugar da Floresta, resolveu encontrá-la.
Anel da Profecia
Chegando na antiga cidade de Thrungir, Dercy soube sobre os feitos de "Uacauaca" e resolveu partir em busca de ajuda para tentar impedir aquele império de continuar nas trevas. Dercy foi ao encontro de Desorreia após saber onde a mesma se encontrava. Desorreia sabendo do seu encontro com Dercy preparou um grande altar para acolher a escolhida para cumprir a profecia.
Logo se encontraram e Dercy muito preocupada perguntou a Desorréia o que aconteceu com essa região esquecida pelo tempo e pela ONU. Desorréia contou a Dercy tudo o que ocorreu nos remotos tempos de Gnárnia, o que causou em nossa heroína uma grande revolta Por causa disso originou-se a sua fama de xingar. Determinada a derrotar o tirano aceitou a proposta de Desorréia.
Essa proposta consistia em passar por um ritual de inicação para que fosse cumprido o início da jornada profética. Deveria ficar confinada numa caverna no coração da Montanha de Fogo, onde acreditavá-se que existia um grande dragão portador de um terceiro olho mágico.
Lá se foi nossa querida escolhida para sua jornada... Chegando na entrada da caverna adentrou-se até alcançar o hall principal, muito bonito por sinal. Encontrou uma bala chita no chão e guardou, pois sabia que necessitaria de energias para seu combate contra a terrível besta. Quando chegou ao ninho do dragão encontrou-o dormindo o que facilitou sua missão, pois apenas deu uma facada com sua adaga de ouro bento no coração da fera e esta caiu (já deitada) desfalecida. Desorréia apareceu subitamente como uma formação enevoada e contou a Dercy:
"Pegue o olho e aquele pequeno ovo de dragão no ninho da fera... Será de grande ajuda contra Uacauaca"
E então desapareceu da mesma forma como apareceu. Dercy mais que depressa pegou o terceiro olho do dragão e o ovo que estava no ninho e foi saltitando correndo até Desorréia para iniciar o processo de manufatura criação do bastão cabalístico. Desorréia pronunciou os encantamento e teve uma alucinação visão... E então começou a falar:
"Vá até o Norte nas florestas Smirf e procure por uma velha amiga minha chamada Mãe Diná, fale-a sobre a Madeira Santa e ela a guiará... Feito isso, retorne até mim."
Mãe Diná
Dercy segiu pelo norte levando consigo um mapa idoso novíssimo demarcando todos os obstáculos. Passou pelas cachoeiras do Bom Causo, pela Fonte da Precaução e a Fossa do Medo. Mais ao Norte viu uma floresta linda e cheia de neve e então sabia que havia chegado a Smirf. Encontrou uma cabana no meio da floresta e um pedestal com um cristal místico em cima chamado Tetragryfus.
Mãe Diná mentalizou sua presença e foi encontrá-la... Chegando na porta da cabana gritou:
"Quem vem lá?"
Dercy respondeu:
"Dercy, filha do Infinito e amiga de Desorréia, filha da Rameira Branca".
Mãe Diná:
"Entre minha filha, na minha cabana... Eu havia mentalizado sua chegada. Perguntei apenas para confirmar."
Após várias sessões com Mãe Diná e assuntos teóricos sobre macumba magia, Dercy perguntou sobre a Madeira Santa. Mãe Diná olhou profundamente e disse a Dercy que lhe contaria uma história... (Prepare-se)
"No momento da fundação de Gnárnia, uma grande alegria havia se estabelecido, todos estavam contentes. Padre Fábio de Melo trouxe consigo uma parte de uma árvore da qual se extraiu um óleo bento. Perguntaram-lhe onde havia encontrado e então o Padre os contou como havia conseguido. Disse-lhes que viu um anjo cantando no alto da árvore e o Padre então resolveu cantar junto o que fez com que o anjo fosse embora resmungando e dizendo que a árvore era santa. O Padre que tinha uma voz sofrível linda passou a ter uma pior melhor ainda. Foi feliz e saltitante até a cidade e virou trovador cantando belíssimas cantigas de mal dizer."
Dercy entendeu a moral da história e Mãe Diná lhe disse para olhar nos campos da Discórdia e encontrar um baú enterrado com um pedaço de madeira e um frasco de óleo... Nossa querida Mãe disse que este era o báu que pertencera ao Trovador Oficial Padre de Melo.
Cajado do Poder
Dercy seguiu pela floresta até chegar a um campo sombrio e cheio de discórdias (óóóó descobriu o por quê do nome?) e caminhou lentamente até uma árvore de formato sinistro e medonho Bem parecido com você e começou a cavar feito uma doida varrida.
Chegou até a ponta da raiz da árvore e encontrou um baú bem grande e lá dentro encontrou um vrido uma embalagem de óleo Soya cheia e um cabo de vassoura. Toda feliz saiu saltitando até a cabana o barraco de Mãe Diná.
Mãe Diná ficou feliz com o retorno de nossa querida Cycy e disse em voz alta, dando uma risada alta e sombria típica de bruxas:
"É chegada a hora!"
E então o céu escureceu Efeito Michael Jackson reverso e a lua se tornou vermelha como o sangue e houve grande tremor na terra.
Levou Cycy até um grande altar e disse-lhe:
"PAGUE O DÍZIMO"
"Coloque o olho do dragão e o cabo de vassoura no altar-mór"
Dercy colocou ambos os dois no altar e Mãe Diná começou a macumba no terreiro. E invocou aqui, invocou ali, fez uma lambança e conseguiu... Gritando como uma doida desvairada disse:
"Eis aqui o cajado da Profecia. Levante-o e grite bem alto!"
Dercy gritou as palavras mágicas:
"Puta-que-pariu! Chula-tre-traiu!!"
E uma grande Luz desceu até Dercy e então tocou o cajado espalhando energia mágica para todos os lados. Todos os feiticeiros de Gnárnia sentiram o Poder emanando e que era chegada a hora da Profecia. Nesse momento no palácio real, Uacauaca que estava em seu sono de beleza acordou subitamente e desesperado correu até seu escudeiro conselheiro fiel para armarem um poderoso exército.
Mãe Diná durante os rituais
Dercy mais que satisfeita de sentir toda a macumba em suas mãos agradeceu Mãe Diná pela ajuda e foi ao encontro de Desorréia. Antes que partisse, Mãe Diná Gritou:
"Mentalizei!!!"
e então disse:
"Rápido, pois tudo está para acontecer, o Coven já está armado e logo chegarei até a Floresta do Início."
Dercy sem entender muito bem os devaneios da velha correu logo ao encontro de Desorréia.
Maezena.jpg Zé Pilintra aprova Anais de Gnárnia. Saravá meu pai ê-ê!

Este artigo é piada de macumbeiro.

Nota: Não aceitamos passe como forma de pagamento.

Pobreshop.JPG
Esfriadormacarrao.jpg


Anais de Gnárnia é mais uma porcaria um artigo da Polishop!

Não espere mais! Ligue agora e adquira já seu(a) Anais de Gnárnia e ganhe outro(a) Anais de Gnárnia inteiramente grátis!