Delfín Sporting Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Delfín Sporting Club
Escudo do Delfín.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Golfinho Esporte Clube
Origem Bandeira do Equador Equador - Manta
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote Golfinho
Torcedor Ilustre
Estádio Estadio Jocoso
Capacidade 17,834
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Equatoriano
Divisão Primera División
Títulos Ter o escudo mais imbecil do Equador
Ranking Nacional
Uniformes



Delfín Sporting Club é um time pequeno do Equador, bem desimportante e relativamente desprezível. Localizado no litoral do país, este time oferece relativa resistência aos times tradicionais da capital por obrigá-los a irem jogar na altitude do mar, onde não estão acostumados à alta oxigenação da região.

História[editar]

Fundação e primeiros anos[editar]

O Delfín foi fundado em 1989, ainda com o nome nada criativo de Club Deportivo 9 de Octubre, afinal foi fundado no dia 1 de março (ué?). Nesta época só existia no Equador o Barcelona de Guayaquil, o El Nacional e a LDU quando a CONMEBOL anunciou que 3 times equatorianos poderiam disputar a Libertadores, então a Federação Equatoriana ordenou que uns timecos fossem criados às pressas, para haver mais times no seu sub-país. Já no seu ano de estreia o Delfín venceu a Serie B, afinal aparentemente jogou sozinho aquela desgraça.

Disputando a Serie A nos anos 1990, ganhou o apelido de El ídolo de Manta (o ídolo dos jamantas, em espanhol, em alusão aos torcedores do clube que eram famosos pelos seus cânticos inteligíveis), e foi também nessa época que o time foi adotado por golfinhos e assumiu um dos escudos e uniformes mais ridículos da América Latina, numa vã tentativa de chamar atenção.

Rebaixamento[editar]

Em 1996 não resistiu à altíssima competitividade do campeonato equatoriano, um torneio repleto de times de alto calibre e altíssima categoria, e foi rebaixado, mas após muita luta e sem se entregar até a última rodada, mesmo que tenha sido matematicamente rebaixado com 10 rodadas de antecedência.

A partir de então firmou-se como time medíocre/merda, não saindo da Serie B equatoriana, e nas poucas vezes que acidentalmente subia de divisão, já no ano seguinte rebaixava, e muitas vezes indo para terceira divisão, afinal quem poderia respeitar um time que tem um golfinho enorme desenhado no escudo?

Retorno à Serie A e Libertadores 2018[editar]

Em 2015 seria o campeão da Serie B. Até aí nada de mais, tanto que no primeiro ano de seu regresso à elite equatoriana disputou o torneio inteiro para não rebaixar, ficando 4 pontos à frente do rebaixado Aucas, até aí nada mais do que o previsto. O que surpreendeu a todos foi o seu desempenho no campeonato equatoriano, confirmando toda a decadência do futebol equatoriano, o Delfín disparou e venceu o primeiro turno de modo invicto, imitando o Corinthians daquele ano. Com o feito, garantiu-se pela primeira vez na Libertadores de 2018.

Títulos[editar]

  • Campeonato Equatoriano da 2ª Divisão: 2 (1989-I, 2015)
  • Campeonato Equatoriano da 3ª Divisão: 2 (1988 antes de ser fundado, 2013)