Pedro I de Portugal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de D. Pedro I de Portugal)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Pedro I de Portugal
Pela Graça de Deus (non ecziste), Pedro I, Rei das Padarias de Portugal e Algarves
000gxgyb.jpg
Reinado 28 de maio de 1357 - 18 de janeiro de 1367
Títulos Caçador Impiedoso
Nascimento 8 de abril de 1320 (700 anos de idade)
Coxambra, Portugal
Morte 18 de janeiro de 1367
Sepultamento Alcabaço, Portugal
Antecessor Afonso IV, o Brabo
Herdeiro Fernando I, o Feioso
Consorte Inês de Castro, a Gostosa
Dinastia Borgonha
Pai Afonso IV
Mãe Beatriz do Castelinho

Cquote1.svg Agora Inês é morta! Cquote2.svg
D. Pedro I sobre Inês de Castro
Cquote1.svg Vou comer o coração de vocês!!! Cquote2.svg
Pedro I de Portugal sobre assassinos de Inês de Castro

Pedro I de Borgonha foi um muito romântico e bravo rei de Portugal na época em que era bravo e romântico ter amantes plebéias. Seu comportamento, totalmente voltado para os assuntos particulares, em detrimento do bem comum, o assemelha a um importante senador brasileiro da contemporaneidade.

Quem é este rapaz?[editar]

Antes que alguém pergunte D. Pedro I não proclamou a Independência do Brasil. Aliás, o Brasil nem sonhava em ser descoberto naquela época. O D. Pedro do Brasil, aliás, era o IV da história monárquica lusitana.

Então, ele era um príncipe muito manganão e bonitão. Certa feita, o monarca estava passeando por uma de suas videiras, quando avistou uma moça muito bonita e feliz. Veio-lhe a inspiração, ao interpelar a moça e perguntar-lhe o nome, sua veia poética aflorou-se, e disse: "Estava linda Inês posta em sossego nos suaves campos do Mondego falando as florzinhas o nome que no peito escrito tinha." Bem, depois disso, Pedrão a traçou.

O rei D. Afonso IV não perdoou e mandou que fossem lá os capangas e matassem Inês de Castro, mesmo levando no ventre os seus netos bastardos. Mas Afonso era bravo, e não era bravo a toa.

Pedro nunca perdoou os assassinos. E assim que foi coroado, comeu o coração dos dois capangas que mataram Inês. Comeu o coração! Porque era um rei espada!

Precedido por
D. Afonso IV
Rei de Portugal e Algarves
1357 - 1367
Sucedido por
D. Fernando I