Counter-Strike: Global Offensive

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
De_Dust: Global Offensive
Counter-Strike-Global-Offensive.jpg

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Gabe Newell e Hidden Path Entertweirweinment
Publicador Válvula
Ano 2012
Gênero Matação, violência, assassinato, mutilação, tudo em primeira pessoa disponível para você!
Plataformas Xbox One, Microsoft Windows, Linux, Xbox 360, PlayStation 3, Nokia 3310, Mac, Nintendo Wii, Gameboy, afins
Avaliação 83%
Idade para jogar Mais de 45, porque você vai ouvir muitos xingamentos

Cquote1.png Experimente também: Pokémon GO Cquote2.png
Sugestão do Google para Counter-Strike: Global Offensive
Cquote1.png AAAAAAAAAAAAAAAAAAA MEU TIME COME TODA MINHA RAM Cquote2.png
Ruan sobre matchmaking do Counter Strike: Global Offensive

Counter-Strike: Global Offensive é um simulador de russos feito pela Válvula e uma tal de Hidden Path Entertainment. Lançado em 2012 em comemoração ao fim do mundo, e é uma sequência de Counter-Strike: Source, mas que só mudou foram os gráficos e novas formas de ser caça-níquel de otários arrecadar dinheiro, com as skins, que ainda são uma das piores merdas inventadas pela Válvula. O jogo possui uma comunidade cancerígena a nível pior que Chernobyl e é considerado o berço de várias bocas de trombone, o que inclui aqueles boludos idiotas que ficam gritando palavrões o dia inteiro como se estivessem cagando tijolos de dois quilos.

Desenvolvimento[editar]

Inicialmente, a ideia era apenas fazer uma espécie de remasterização do CS Source para o xis bóquis e lançar uma versão caça-níquel para PC. Entretanto, analisando seus gráficos e colocando o orçamento na mesa, o nosso amigo gordo Gabe viu que seria uma completa idiotice lançar essa expansão/remasterização para um jogo que já nasceu morto, que era jogado apenas pelos pivetes de fliper e lan house, afinal, o 1.6 reinou até 2011. Observando este "pequeno" fator nada relevante, ele sentou com toda a sua equipe de excelentes designers e produtores e decidiu sozinho que poderia ganhar mais dinheiro em cima de nós, belíssimos idiotas, do que apenas lançando como uma versão expansível do CS Source: lançar como um jogo completamente novo!

Com a ideia pronta, foi o que eles fizeram. Iniciaram a produção de uma maneira maior e mais intensa do que como se fosse apenas uma expansão, o resultado foi o que vimos em 2012: uma grande bosta. Isso mesmo. O desenvolvimento foi feito de uma forma muito porca justamente porque a ideia não era ser um jogo novo, por isso, o desenvolvimento do jogo se dá até hoje, com diversas correções semanais de bugs e lançamentos constantes de atualizações. É óbvio que isso tudo se deve não somente ao fato recém citado, mas também porque os desenvolvedores ficaram putos com o Gabe explorador de pobres, pois estes estavam recebendo salário de estagiário um jogo remasterizado, e não de um jogo novo, o que dá muito mais trabalho, consequentemente, mais gastos. Isso gerou uma má vontade de baiano neles, gerando a porcaria que saiu em 2012.

História do jogo[editar]

Tumbleweed01.gif

Jogabilidade[editar]

Reciclando a engine do CS anterior, o Global Offensive trouxe algumas pequenas inovações desde seu último lançamento. O sistema de jogo é bastante semelhante, você anda, mata, mata, mata, mata galinha, anda mais um pouco, usa uma flashbang, xinga o dono da Lan House mandando pôr mais duas horas, anda mais um pouco, usa uma smoke, morre na faquinha, vira a mesa do computador, é expulso da Lan House, e por aí vai. Entretanto, in game, tivemos inovações gráficas absurdamente boas, uma qualidade sonora melhorada em níveis astronômicos e, principalmente, mapas muito melhores construídos para que a jogatina viesse a se tornar ainda mais prazerosa e nada estressante.

Além destas "incríveis melhorias" supracitadas, temos, semelhante aos CSs anteriores, modos de jogo parecidos, armas parecidas, até mesmo os hacks são parecidos, etc. A diferença é que agora temos algumas armas novas, como o molotov para os terroristas e a granada incendiária pros contra-terroristas, e é a arma favorita dos russos. Um leque de outras shotguns, pistolas e sub-metralhadoras, e até mesmo um taser, a segunda arma favorita dos russos.

Como se já não bastasse tudo isso, a Valve ainda decidiu implementar de forma oficial o sistema competitivo do Counter Strike, incluindo o matchmaking que funciona igual a cara deles que nada mais é do que um sistema de patentes para cada jogador. Essas patentes irão definir sua habilidade e, portanto, te colocando jogar contra pessoas da mesma patente que você, teoricamente do mesmo nível que você. A teoria do vulgarmente chamado MM é essa, mas isso não funciona muito bem, pois temos um desbalanceamento imenso muitas vezes, mas isso é papo para seção mais à frente.

Modos de jogo[editar]

Exemplo de partida no competitivo do CS:GO.
  • Competitivo: É o grande destaque do CS:GO. Aqui no modo competitivo, temos 2 times de 5 jogadores com o objetivo de plantar a bomba, por parte dos muçulmanos terroristas, e defusar a bomba, por parte dos contra-terroristas. Existe o outro modo de competitivo que somente os noobs enjoados do modo normal acabam jogando, que é o famoso resgatar refém. O conceito é o mesmo, com a diferença que os terroristas protegem os reféns enquanto os contra-terroristas tentam resgatá-los. Uma putaria. Ambos são baseados pelo sistema matchmaking, citado na próxima sessão. Possui algumas regras diferentes dos outros modos, como fogo amigo ativo, não renascença instantânea e alto nível de demência por parte dos jogadores. As partidas levam, aproximadamente, longos 45 minutos para serem concluídas, pois são compostas por até 30 rounds. O primeiro time que fazer 16 pontos, vence. Quando passados 15 rounds, os times são invertidos (os terroristas viram menininhas contra-terroristas, e as menininhas os contra-terroristas viram muçulmanos terroristas). Aqui é o lugar de maior estresse dentro do joguinho. Se um dia você estiver de bem com a vida e quiser, sem razão alguma, ficar puto com tudo, apenas jogue um comp no CS:GO.
  • Braço Direito: Este é o segundo competitivo que surgiu no CS:GO em 2017. Neste modo, que também possui o sistema de rank/patente (independente do competitivo matchmaking), o objetivo é ganhar o maior número de rounds em um 2x2, em algum dos mapas do competitivo, entretanto, trabalhando em apenas um dos dois bombs. É um meio efetivo de treinar clutches e entradas no bomb em uma situação mais complicada do próprio MM. A iniciativa foi muito boa, entretanto, o modo foi rapidamente corrompido por tóxicos e hackers que, pelo fato do sistema de rank ser mais fácil do que o do MM, se gabam por terem pegado um simples AK no rank e já se acham os pro-players. O modo foi inicialmente introduzido naquelas porcarias de Operações que colocam todo ano no CS, mas os newbies adoraram tanto que a Valve decidiu pôr oficialmente o modo.
  • Casual: O objetivo é o mesmo do competitivo, com a diferença que possuem 10 jogadores para cada um dos times e o limite de rounds é de 15. A maior diferença para o competitivo é a putaria que vira uma sala de casual, justamente por ter 20 retardados se bangando o tempo inteiro. O time que concluir 8 rounds primeiro, vence. Além disso, a regra do fogo amigo é desativada, bem como o limite de temers é de 10 pau. O casual é o típico lugar para os frustados do competitivo, que têm medo de ir perder rank ou que recém saíram de um comp frustrados e decidem ir extravasar no casual. Flashbangs na cara xingamentos pelo chat de voz rolam à solta. A maior alegria de um belo pratinha, é xingar seu adversário no chat de voz no final de cada round ou enquanto você está morto. Às vezes rolam xingamentos entre colegas do mesmo time. Seguindo a mesma onda do competitivo, o casual também possui tanto mapas de plantar a bomba e defusar, como de resgatar refém.
  • Deathmatch: Aqui é onde a putaria rola solta. Apenas pegue uma arma e mate tudo o que se move e seja do time adversário. Não pense, apenas rushe o mapa inteiro com uma AK-47 na mão e saia atirando. Infelizmente, aqui as granadas estão desabilitadas, caso contrário seria, com certeza, um show de flashbangs pelo mapa inteiro. O modo é excelente para você treinar sua mira e conhecer mapas novos. A maior felicidade deste modo é que o microfone é aberto para todos os players, não somente do seu time, ou seja, a putaria rola REALMENTE solta. Não esquecendo dos noobs que se escondem e esperam você passar pra ficar com um bom frag.
  • Arms Race: O famoso "jogo de armas". Aqui você evolui de arma a cada 2 kills feitas. Começando com uma arma mazomenos e terminando com uma pior ainda faquinha dourada, o modo é divertido nas duas primeiras horas. Depois você decide voltar a jogar competitivo porque isso enjoa pra caralho.
  • Demolition: Funciona de forma bastante semelhante ao Gun Game, com a diferença que a evolução de armas é feita por round. Plante a bomba, defuse a bomba. Esse é o objetivo principal. Entretanto, se você realizar uma kill, no próximo round você terá uma nova arma. Se realizar duas, três, assim por diante, irá ganhando granadas para apelar usar contra os inimigos.
  • Mata-pombo - É um modo totalmente diferente dos demais, pois mais parece um bando de bobos pulando pelo mapa como se não houvesse amanhã, isso porque neste modo só existe como disponível a SSG08, famosa Scout mata-pombo (daí o nome do modo, genial, não?), aquele rifle cujo os noobs odeiam porque não têm capacidade de jogar e ficam chorando no chat. Além esta incrível arma, a gravidade funciona de uma maneira diferente: ela está incrivelmente reduzida para ficar parecendo um tiroteio na Lua, conseguindo executar saltos à nível de saltadores de vara. Além disso, quando você pula, indescritivelmente a precisão não piora, ou seja, é um dos modos mais divertidos onde você vai para relaxar depois de pegar um time de boludos no comp. Este modo foi retirado da Operação Hidrante.
  • Weapons Course: É um modo de prática offline para ajudar os novos jogadores a usar as armas, mas que nem mesmo os iniciantes jogam.

Matchmaking e patentes[editar]

Exemplo de jogadores da patente prata. Prepare-se para ouvir constantemente que sua mãe mandou oi da cama deles e que eles comeram seus avós como se não houvesse amanhã.

Como já citado, a Valve trouxe no CS:GO o sistema de matchmaking, que faz com que o jogador caia nas partidas com jogadores do mesmo nível de jogo que ele por meio de uma classificação de patentes. Serve para não ter reclamação de chorões falando que caíram contra um Fallen da vida que ficou 37/2. É nesse sistema de matchmaking que encaixamos o competitivo do CS:GO, afinal, utilizando as patentes, pode-se definir a incapacidade de jogo de determinado jogador. As patentes são as seguintes:

  • Silver: é a patente mais baixa do jogo. Ela vai desde a Prata 1 até a Prata Elite Mestre, chamada de "Prata 5" pelos noobs. Aqui é a patente dos retardados, você vai ver de tudo, desde crianças insuportáveis que ficam gritando "QUÉ OTA" depois de dar 985732894732 tiros de AK-47, errar todos, ganhar um assist e ainda achar que matou, a supostos excelentes jogadores que dizem que "estão empacados nessa patente porque só pegam trolls e noobs", como se isso fosse desculpa para jogar mal. Essa patente, juntamente com algumas seguintes, são características por terem jogadores que passam o dia assistindo screams no YouTube de pro-players, mas não sabem executar e ainda ficam negativos nas partidas culpando seu team-mate;
  • Gold Nova: popularmente conhecida como prata em potencial, essa patente vai do Ouro 1 até o Ouro 4. Vale lembrar que o Ouro 1 é chamado de "Prata 6" por agir igual a um retardado. Todos os ouros têm espírito de prata, pois acham que pelo fato de terem saído do prata, já são pro-players que fazem highlights em todas as partidas. Normalmente, são molequinhos de escola que jogam na cara de seus outros coleguinhas empacados no prata, que já são ouros. Não que tenha muita diferença de um prata para um ouro, mas...
  • Guardian Master: conhecida como AK, temos as patentes AK 1, AK 2 e AK Cruzada (conhecidacomo AKX), aqui nós temos os piores tipos de jogadores. Não no quesito habilidade, porque aqui, por incrível que pareça, os jogadores começam a ter um pooooouco de racionalidade na hora de jogar, mas sim pelo fato de que são os jogadores mais tóxicos de todo o CS. Não podem perder uma partida que xingam até a sua 5ª geração. Se veem na obrigação de ganhar e fazem de tudo para não perderem, principalmente o alto uso de hacks. Aqui é a patente onde você mais vai ter dificuldade de subir, ou porque você cairá numa partida com outros 4 retardados, onde 2 são hacks e competem para ver quem fica num KD melhor, 1 está AFK e o outro não sabe o que está fazendo, ou você estará encaixado nessas opções;
  • Distinguished Guardian Master: o famoso "xerife". Aqui é um meio termo, ainda temos os imbecis das patentes anteriores, alguns que recém saíram do AKX e se acham os Fallen da vida, alguns hacks e, por outro lado, alguns players que realmente estão começando a jogar bem e entender a ideia do jogo. É nessa patente que os meninos são separados dos homens, pois quem é menino cai para AK e fica eternamente lá, e quem é homem upa para porra do Global;
  • Legendary Eagle: são chamados de Águia 1 e Águia 2. As Águias são uma evolução da patente anterior: hacks, jogadores relativamente bons, alguns que caíram do Supremo que jogam para caralho, outros que nem sabem como diabos chegaram ali... Normalmente, muitos jogadores empacam nessa patente e começam a smurfar, por não aguentarem o tranco de jogar contra Global, Supremo, etc;
  • Supreme Master Firs Class: denominada apenas como "supremo", é, juntamente com os AKs, a classe onde mais exitem hacks em todo o CS. Aqui é um caos, pois temos os desesperados que querem chegar logo no Global e não aguentam ver todo dia a patente de supremo no seu CS. Fazem de tudo para ir pro Global. Batem na mãe, surram o cachorro, passam 26 horas e meia por dia em frente ao computador, vendem os rins para comprar cheat, entre outros;
  • The Global Elite: os fodões do "Global". Aqui se concentram a grande maioria dos pro-players do CS. É a patente mais almejada por todos os jogadores do Counter Strike. Diferente do caos que é a patente de supremo, esta é mais tranquila, pois a grande maioria dos globais são pessoas que manjam para caralho do joguinho, sabem meter bala e tem noção de jogo. Entretanto, tudo fode se você cai contra um xerife recém saído da AK.
Mensagem sincera. Prepare-se para passar muita raiva ao entrar na partida.

Smurfs?[editar]

No matchmaking, como citado anteriormente, temos os smurfs, que são usuários que, por não aguentarem jogar na patente que realmente estão, como o caso de muitos AKs e Xerifes, decidem criar uma conta nova para começar do zero e ficar trollando contra os pratinhas e ourinhos. Analisando essa questão dos smurfs, a Valve decidiu sentar e não fazer nada, como sempre remasterizar mais um mapa, ao invés de resolver o problema. Depois de remasterizar o mapa, cogitou fazê-lo em mais um antes de ir resolver o tal problema. Depois da cogitação e de revoltas da comunidade, como ataques à sede da Valve, vários ônibus queimados, assassinatos, homicídios, instigação da 3ª Guerra Mundial, entre outros, a Valve decidiu acordar para vida e fazer alguma coisa para resolver este problema, criando, então, o matchmaking prime, que nada mais é do que você adicionar o número do seu celular à sua conta do CS:GO.

Entretanto, qual o sentido disso? Muito simples, caro burrinho. Conhecendo a comunidade brasileira de Counter Strike, sabemos que a maioria joga em Lan Houses e não possui mais do que um aparelho celular (carece de fontes, considerando que a maioria é pivetinho batedor de carteira e celular). É muito improvável que um indivíduo cuja conta principal seja de patente alta, como Global, Supremo, entre outros, torne sua conta smurf uma conta prime. Entendeu a lógica? Essa ideia também serve para evitar hackers, afinal, quem é o idiota que vai vincular o número de telefone com sua conta que possui bagunça?

Além do sistema Prime que a Válvula introduziu no joguinho, ela também colocou um outro sistema chamado trust factor. Você não consegue vê-lo diretamente; entretanto, ele afeta diretamente as suas partidas no sentido de com quem e contra quem você vai jogar da seguinte forma: se você é um bebezinho chorão, trollzinho, cheaterzinho, tóxico, dá rage por qualquer coisa, xinga os amiguinhos e os adversários no chat, xinga os amiguinhos e os adversários no voice, há uma opção de denúncia que te julga por essas coisas. Quanto mais denúncia, mais baixo seu trust factor será; consequentemente, cairá com pessoas cujo nível de trust factor seja semelhante ao seu. De forma resumida, se você é tóxico/cheater, a probabilidade de cair com pessoas assim é muito maior do que se você for um good guy e não encher o saco nas partidas.

Mapas principais[editar]

  • Dust II: Um grande lar com as pernas abertas pra todo tipo de noobs. É tão manjado que até os sem-dedo só jogam nele. Foi remodelado para se enquadrar aos níveis dos mapas competitivos, pois o mapa era cheio de pontos para noobs e era um literal "three line map", sem muitas opções e meio mal formulado.
  • Mirage: É um dos mapas mais jogados. Completamente esquecido no 1.6 e Source, aqui é o segundo lar dos noobs. Difícil encontrar alguém que possua competência de jogar bem este mapa sem ser em patentes altas como Supremo e Global.
  • Inferno: Um dos mais tradicionais mapas de toda a série CS. O lado CT possui uma leve vantagem de posicionamento, mais do que em outros mapas, entretanto, se seu time não for composto por 4 bots e 1 galinha e, principalmente, se o seu time não rushar banana no match point e perder vários rounds seguidos, é fácil de segurar.
  • Cache: O famoso mapa estraga-amizades. Por que estraga-amizades? Simplesmente porque quando um infeliz não consegue segurar um dos lados do mapa, ou o meio, ou qualquer outra coisa, há um IMENSO rage em cima deste, ofensas nas quais trazem até mesmo a vigésima geração anterior ao culpado, de fato, do ato, à tona. Isso porque esse é um dos mapas com os retakes de bomb mais difíceis de serem executados com perfeição.
  • Cobblestone: O famoso mapa do castelo. Aqui é um mapa de extremos. Patentes baixíssimas e patentes altíssimas costumam jogar este mapa. As patentes n00bs, como ouro, AK e até mesmo alguns Águias, não se atrevem a jogá-lo em virtude de optarem pelos mapas anteriores, onde a chance de pegar um time formado por BOTs é bem maior.
  • Overpass: Este é um mapa que possui as mesmas características da de_cbble, entretanto, por ela ser mais passível de diversas táticas distintas pra se executar em qualquer posição e em qualquer situação, acaba sendo visado pelos n00bs e menos n00bs.
  • Nuke: No Brasil, ninguém se atreve a jogar a de_nuke, isso porque é um mapa um pouco confuso e porque a SK Gaming sempre bane, sendo sempre o primeiro veto em partidas competitivas de verdade ou nos competitivos do matchmaking.
  • Train: Um dos mapas mais clássicos de todo o Counter-Strike. Um dos favoritos desde o 1.6, mas que sempre exigiu muita habilidade de quem joga, pois o lado CT possui uma vantagem roubada pra caralho nesse mapa, ou seja, esqueça no mm, porque aqui tem que trabalhar em tática de grupo (coisa que não existe no MM).
v d e h
Counter-Strike logo.png