Comida de rua

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
McFish.jpg Este é um artigo gastronômico.

E as piadas presentes podem ser mais bizarras que um sanduíche de peixe frito.

Um brinde de cianureto.jpg Este artigo contém VENENO!

Este artigo... precisa de antídoto... Ele pode se tratar de... algum animal, pessoa, lugar... ou composto... Ele pode... conter materiais tóxicos... como lactose ou glúten... Chupe a picada ou morra... argh! (morri)

Image27.gif Este artigo está poluído!

Pegue uma máscara de oxigênio e uma garrafa vazia
para carregar ar. COF! COF! COF!


Cquote1.png É do ca****o! Cquote2.png
Anthony Bourdain sobre comida de rua.
Cquote1.png Esse artigo tem alto valor nutri-ti-vo! Cquote2.png
Ruth Lemos sobre comida de rua.
Cquote1.png A comida de rua não tem medo de ser atropelada não? Cquote2.png
Seu tio engraçadão sobre comida de rua.
Cquote1.png Já encontrei um tamanduá no x-tudo da esquina. Cquote2.png
Eu sobre comida de rua.
Cquote1.png O negócio é comer cu e buceta! Cquote2.png
Alexandre Frota sobre comida de rua.
Cquote1.png Você sabe quantos micróbios tem nesse churrasco grego? Cquote2.png
O Tobogã de Salto-Alto sobre comida de rua.
Cquote1.png Pastelzinho! Pastelzinho! Quem vai querer um pastel de flango?! Cquote2.png
Chinês sobre comida de rua.
Cquote1.png Menina! Solta os cachorros! Cquote2.png
Ana Maria Braga sobre comida de rua.
Cquote1.png Promoção imperdível pessoal! Pague três e leve dois. Cquote2.png
Vendedor de comida de rua tentando te enganar.
Cquote1.png Me desculpe, mas eu só como em bachelas de porcelana. Cquote2.png
Quico sobre comida de rua.
Cquote1.png Para usar ketchup e mostarda é cinquenta centavos. Cquote2.png
Vendedor de comida de rua te extorquindo.
Cquote1.png Aliens! Cquote2.png
Giorgio A. Tsoukalos sobre comida de rua

Sabe quando você está no intervalo do trabalho ou simplesmente passeando pela rua e te dá aquela fome? Você não tem nenhuma comida na mochila, nos bolsos ou no cu em outro lugar e aí bate aquele desespero... o que você faz? É quase certo que você tenha que recorrer á alguma comida de rua que costuma ser mais barato do que comer em restaurante ou lanchonete. Comidas de rua costumam ser práticas e rápidas, mas não confuda com fast food! JAMAIS! MacDonald e seus plágios nunca chegarão a ter a qualidade de uma boa comida de rua feita no esgoto por profissionais comprometidos com um bom atendimento e com questões higiênicas.

A ideia de vender comidas na rua[editar]

Tudo começou na França um pouco depois da praga da Peste Negra ter passado. A maior parte dos alimentos foi contaminada pelos ratos e os franceses não poderiam viver só á base de perfume. Os comerciantes gananciosos como sempre caridosos que só, decidiram disponibilizar suas provisões alimentícias para a venda nas ruas do país, vendendo os produtos por apenas cinquenta francos. A ideia deu certo porque todo mundo estava faminto e moribundo era uma boa ideia. E nos anos seguintes a França exportou essa ideia de vender comidas na rua para os mais diversos países, inclusive este aqui.

Tipos de comida de rua[editar]

A gula é um pecado. Se eles permitem, então isso é coisa do Capeta!

A maioria das comidas de rua é feita e servida em pequenos carrinhos que estão cheios de bactérias, protozoários e mosquitos da dengue de ingredientes secretos para o preparo dos lanches. Aí vai algumas das comidas mais vendidas na rua:

  • Hamburger - Podem ser divididos em x-montanha, x-tudo, x-bacon, x-xereca e x-da Xuxa. É o tipo de lanche mais calórico e gorduroso que se vende nas ruas, o seu preço pode variar de R$ 3,00 até R$ 12,00 dependendo da cara do freguês da bondade do vendedor. Quer que chupe Ketchup e mostarda são muitos utilizados nos burgões da vida.
  • Cachorro quente - Outro tipo de comida muito fácil de se encontrar. Costumam vim cheios de tempero, sendo encontrados até ostras, pérolas e cravos-da-Índia nos cachorros quente com a desculpa de darem "um sabor especial" ao alimento. Barracas de cachorro-quente já fazem parte do cenário das grandes metrópoles brasileiras. Só faltam ser tombadas pela UNESCO. Costumam custar de R$ 2,00 até R$ 6,00.
  • Pipoca - Não é só no cinema que se vende pipoca. Vendidas quentinhas em barracas, as pipocas são adoçadas com cuspe humano calda de caramelo, chocolate ou qualquer outra coisa que vai entupir as suas artérias. Pipoqueiros costumam ser tiozinhos ou tiazinhas baixinhos vindos do Nordeste ou do subúrbio. Costumam custar de R$ 1,00 até R$ 2,50.
  • Churrasco grego e de gato - Para a pobretada que não tem tempo e/ou dinheiro para realizar um churrasco em sua casa há churrasco para se comer na rua. Pedaços de frango, carne bovina e suína são exibidas em grandes espetos expostos no meio da calçada, ás vezes associado a algum restaurante e ás vezes não. As carnes vendidas vêm mal-passadas, totalmente pretas e sem sal algum, os frangos faltam partes (geralmente a mais saborosa) e eles nunca põem a carne num prato (porque não há), você tem que comer no espeto mesmo.

Costumam custar entre R$ 9,00 até R$ 15,00.

  • Pastel - Nem sempre é vendido na rua, mas quando é quase sempre é acompanhado de caldo da cana como bebida. NUNCA peça pastel de camarão, pois estes quase não existem nas barracas de pastel. Só peça os tradicionais de carne moída e queijo e evite pedir pastel de flango. Se quiser um desses procure uma pastelaria chinesa. Costumam custar entre R$ 2,00 até R$ 4,00.
  • Salgados em geral - Entram nessa lista as coxinhas, quibes, joelhos e demais gordices. Esqueça a parte que os hámburgueres são gordurosos pois estes aqui SÃO MUITO MAIS! As massas vêm quase sempre frias e amassadas, dando um aspecto horrível ao alimento. Costumam custar entre R$ 3,00 até R$ 7,00 (algumas coxinhas gigantes, por exemplo)
  • Sorvete e açaí - São considerados sobremesa, mas foda-se.

Propriedades da comida de rua[editar]

Está aí uma coisa que você gosta.

A comida de rua é totalmente diferente das comidas vendidas em outros locais, começando pelos cuidados dispensados ao alimento e a fisionomia dos vendedores.

Valor nutricional e calórico[editar]

Atenção: Comida de rua engorda, e muito! Se você está de dieta não consuma esse tipo de alimentação. Resumindo: comida de rua te deixa gordo e faz mal á saúde. Ela tira a fome na hora e cria "pneuzinhos" na sua barriga depois.

Higiene[editar]

Vendedores de comida de rua são muito rigorosos com a questão higiênica: eles não usam toucas, não usam luvas, cospem no alimento, espirram no alimento, deixam moscas pousar ou sobrevoar o alimento, deixam cachorros lamberem o alimento, urinam e não lavam a mão e ainda não tem notas fiscais para comprovar a procedência das carnes. Isso que é ser higiênico!

Localização estratégica[editar]

Todo e qualquer lugar movimentado de uma cidade tem que ter obrigatoriamente a venda de comida de rua, é de praxe. Nesses locais eles podem fazer concorrência desleal com os restaurantes que vendem comida custando os olhos da cara.

Perfil do vendedor[editar]

Os vendedores costumam ser pessoas que sempre sonharam em ser autonômas e viram na comida de rua uma possibilidade disso acontecer. Não espere grande beleza ou inteligência dessas pessoas, porque o importante é servir bem o freguês nem que tenha que bancar o palhaço pra isso .

Food truck[editar]

Os food trucks são pequenos caminhões ou trailers que vendem comida de rua. Essa é a moda do momento e as diferenças com as barracas e carrinhos tradicionais são as que há mais de uma pessoa atendendo os clientes e fazendo comida e a que o food truck é mais higiênico.

Vantagens e motivos pra comer[editar]

  • É barata.
  • Restaurante é caro.
  • É mais perto do trabalho.
  • Seu médico mandou.
  • Seu pastor mandou.
  • Desejo de grávida.

Desvantagens e motivos pra NÃO comer[editar]

  • Pode causar diarreia.
  • É mal-feita.
  • Tem mosca dentro.
  • Engorda.
  • Você é fresco.
  • A comida da mamãe é melhor.

Ver também[editar]