Cardinot

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira de Pernambuco.JPG Oxe, mô véi! Ess'artigo foi'xxxcrito por um caba pernambucano arretado da porra, visse?
Colé, moral... E num é que tá arrumadinquisó, fera? Oxente, quiporréessa?! Peraê, pai...
Goxxxtasse não foi, abestalhado?! Vátilaxxxcá, seu fi di rapariga!! Bicho tabacudo do carai!!!
Tái feito baiano, é?! Ora, porra! Vô contá pá tu desaparecê, visse? Um, dôxxx, trêxxx!!!
Lavra, frexxxco!!! Q'eu, porreta que só, vô pegá ar nêga lá na Praia de Boa Viagem e na Praia do Sport, min!


Ana-paula-padrao-gostosa.jpg Atenção! Este artigo informa sobre um jornalista!

Cardinot é mais um(a) mala sem alça que é um tremendo puxa-saco de seus colegas de classe.

Confira outros oportunistas pseudo-intelectuais clicando aqui.


Cardinot mostrando o que ele usa pra torcer pra Cadela de Peruca.

Cquote1.png Você quis dizer: Bronca do tamanho de um trem Cquote2.png
Google sobre Cardinot
Cquote1.png Experimente também: Durma com uma bronca dessa! Cquote2.png
Sugestão do Google para Cardinot
Cquote1.png Cabô com essa porcaria! Cquote2.png
Cardinot sobre Cardinot
Cquote1.png Sabão LAVARTE - O SABÃO QUE LAVA ATÉ ALMA SEBOSA!!!! Cquote2.png
Cardinot fazendo Merchan
Cquote1.png Não confunda ele com nosso programa! Cquote2.png
Sem Meias Palavras sobre Cardinot

Muita bronca no artigo de hoje! E TÁ COMEÇANDO HEIM!

Joslei (HUUUUUUM!) Cardinot Meira (SÃO SALVADOR, PAQUEEEREI... PAQUEEEROU!, 9 de abril de 1964), conhecido apenas como Cardinot, já que o primeiro nome pega mal demais, é um pseudo-jornalista, apresentador de TV e rádio e humorista (embora esse último não oficialmente). Embora tenha nascido na Bahia, virou uma entidade de Pernambuco, após abandonar sua terra natal em busca de mais grana em outros estados (e também porque Pernambuco mata muito gente do que na Bahia).

História[editar]

Cardinot sobre tomar anabolizantes para se manter em forma: "bomba é o cacete!"

O baiano Joslei Cardinot Meira, nome de batismo, começou a carreira quando tinha apenas 14 anos, na Rádio Cultural de Campos, no Rio de Janeiro – pra onde fugiu primeiro como migrante do êxodo rural. A Comunicação apareceu na vida deste jovem meio que por acaso, quando foi divulgar uma cantina da escola pra poderem ir pro circo. Ele falou pela primeira vez na Rádio Cultural e nunca mais saiu de rádio (e olhe que até o INCRA tentou desapropriá-lo, sem sucesso). Joslei foi convidado pelo radialista Ismael Luiz, conhecido como Bolinha, a participar semanalmente do quadro de debates, dando sua opinião de adolescente jogador de Pelé's Soccer no Atari.

Aos 16 anos foi contratado – com carteira de trabalho e tudo – e chegou a trabalhar em outra rádio ao lado de Anthony Garotinho. Um ano depois... vamo encurtar a história que já tá enchendo.

Cardinot acabou chegando ao Recife, anos depois, com Bolinha, que adotou o nome de Paulo Roberto na antiga Rádio Globo (Bolinha já tinha um monte por ai). Na Globo, trabalhou... ESQUECE! O trabalho dele lá foi tão fodido que ele nunca mais trabalhou lá de novo. Mas foi lá que ele começou a fazer imitações de um famoso apresentador chamado Alborghetti. Desde então, não parou mais.

É figurinha fácil em todas as emissoras de Pernambuco, atualmente trabalha na TV Clube, mas já passou por todas as 20 emissoras da região, até aquelas que nem têm programas locais, só retransmitem tudo de fora. Sempre tentando dar uma de Dalborga (como muitos outros do gênero), mas sempre soltando umas piadinhas de vez em quando...

E CABOU ESSA PORCARIA!