Carcassonne

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
FrancesAutentico.jpg ALLONS EN₣ANTS DE LA PUTARIE!!

Este artigo è ₣rancês! Ele não toma banho, come camembert e faz biquinho. O autor já mendigou na Avenue Champs-Elysèes e è xenofòbico.

Lembre-se de quem perdeu todas as guerras para a Inglaterra.

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Carcamano Cquote2.png
Google sobre Carcassonne
Cquote1.png Experimente também: Carpaccio Cquote2.png
Sugestão do Google para Carcassonne
Cquote1.png Onde fica? Cquote2.png
Francês sobre Carcassonne.
Cquote1.png Mais uma cidade murada... Cquote2.png
Troiano sobre Carcassonne.
Cquote1.png É um local historicamente muito importante. Cquote2.png
Nerd sobre Carcassonne.
Cquote1.png Prefiro o jogo. Cquote2.png
Qualquer um sobre Carcassonne.

Carcassonne é uma cidadela daquelas mil e uma aldeias com muros de barro localizadas nos mais escondidos cantos da Europa, ou seja, no meio de montanhas em que neva o ano todo, no interior das mais negras e escuras florestas temperadas ou embaixo daquela quantidade absurda de habitantes que brotam do solo do continente.

Historinha[editar]

Os primeiros habitantes, veja a emocionante luta.

O local é habitado desde as mais remotas eras, quando os dinossauros pisavam no solo terrestre, água corria em cachoeiras na superfície marciana e quando você enviava mensagens para o pager do seu tio rico, realmente, faz muito tempo atrás. Essa região começou a ser habitada pelos mais diversos seres existente no planeta, macacos, emos, playssons, etc.

Os primeiros a habitarem o local foram os gloriosos celtas com seus tacapes e deuses gelados que vangloriavam a guerra e as mortes dolorosas do campo de batalha, ou será que isso era de outro povo bárbaro? Ah... Sei lá! Mas eles foram os primeiros a chegar por lá e, também, os primeiros a fugir correndo, visto a completa inutilidade do local.

Após isso o local foi habitado por seres que logo caíam fora, já que é preferível morar em Guarulhos a morar em um local com tão baixo IDH. A aversão a região foi tão grande que chegaram a murar a cidade para evitar que outras pessoas entrassem no local. Isso que é precaução, coisa que você não tem com seu cachorro.

Patrimônio[editar]

Muros para que ninguém ouse entrar, medida de segurança, ninguém vai querer ir lá para dentro.

Após anos esquecida, largada às traças o local foi invadido por um bando de pesquisadores com crachás da UNESCO, com tantas máquinas fotográficas que as baratas que copulavam no local temeram que fossem paparazzi e que tivessem sua intimidade arreganhada para todo o mundo conhecido. Mas o que eles queriam era explorar o local.

Dias depois saiu uma espécie de laudo dos pesquisadores sobre o tema, o local tornara-se patrimõnio da humanidade, visto que estava em ruínas foi alguma coisa inimaginável no passado e estava às moscas, os critérios utilizados pela UNESCO se cumpriam no local, o que o credenciava a ser patrimônio da humanidade, mesmo sem eu, você e o resto da humanidade ter sido questionada.