Brodowski

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Carroca1.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Gnome-searchtool blue.png Brodowski é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
A prefeitura paga tudo em prestações.

Sciences de la terre.svg.png

Cquote1.png Opaaaaa! Cquote2.png
Delisberto Oliveira, secretário da cultura do município de Brodowski
Cquote1.png Sua pesquisa sobre Brodowski retornou 10000000000 resultados Cquote2.png
Google sobre Brodowski
Cquote1.png Carai!, essas páginas são todas sobre a biografia do Cândido Portinari, eu quero achar algo sobre a cidade! Cquote2.png
Muleque que a tia mandou pesquisar a história da cidade sobre resultado acima
Cquote1.png Enfia essa mandioca no cu Cquote2.png
Nervoso de Batatais sobre Brodowski
Cquote1.png Você quis dizer comida exótica? Cquote2.png
Google sobre Brodowski
Cquote1.png AMEEEGA, AMOOOO PORTINARIII, ELE É UM ESCRITOR GENIAL Cquote2.png
Biscate burra sobre o pintor Portinari
Cquote1.png Sua pesquisa sobre "Brodowski"-"Cândido Portinari" retornou 0 resultados Cquote2.png
Google sobre Brodowski
Cquote1.png FFFFFUUUUU! Cquote2.png
Muleque que a tia mandou pesquisar a história da cidade sobre resultado acima

Município de [[Imagem:{{{Nome da bandeira}}}.{{{Extensão da bandeira}}}|20px]] Brodowski

[[Imagem:{{{ImagemBandeira}}}|125px|Bandeira de Brodowski]] [[Imagem:{{{ImagemBrasão}}}|125 px]]

[[Imagem:{{{Situação}}}|150px]]

Lema"Térra di Portináre"
Estabelecida -25 a.C.
Tipo de Governo Feudalismo com forte tendência a cunha contratual
País Bandeira do Brasil Brasil
Estado link={{{3}}} São Paulo
Prefeito Zé Fabbri e Valentim das Chácara, uns dos muitos Senhores Feudais Dr. Afredo, criado por R.L. Stevenson.
Área Não é possível ser vista a olho nu.
População 2. Chiquin Bravo e Portináre.
Gentílico Feudo
Hino "Welcome to the jungle"


Muitos pianos habitantes acreditam que esta seja a tábua dos 10 mandamentos de Moisés, uma crença característica de civilização sub-desenvolvidas. Na verdade essa é apenas a lapide do túmulo de Candido Portinari

Brodowski é uma pequena vila vizinha a outras pequenas vilas, jardins, batatas e serras e onde o famoso ídolo municipal é Cândido Portinari, um pintor (você acha que numa vila de analfabetos poderia sair um escritor?).

Os moradores de Brodowski, os brodowpianos (esses habitantes geralmente não são referidos como habitantes, mas sim como pianos) são... são... ah, nem sei, só queria falar que eles são brodowpianos mesmo.

História[editar]

Brodowski que começa nos primórdios da humanidade paulista com as criações das primeiras rodovias do estado, no caso a que ligava Campinas a Mogi-Mirim. Foi graças a essa ferrovia que iniciou a povoação da região, criando-se um vilarejinho. É claro, hoje as ferrovias e cia se desenvolveram e deram lugar a trens bala, metros, rodovias, ciclovias e todo mais, mas ninguém avisou a pobre Brodowski que ela também deveria se desenvolver e ela continuou sendo a pequena quase-semi-microvilinha que sem foi. Como os cientistas são maus!

Economia[editar]

Com 99,999999% de sua atividade econômica voltada para o 1º cu da cidade e o setor (agricultura e nômadismo, respectivamente), o restante é destinado ao 2º e 3º (comercio e serviços), sendo esse setor dominado por:

  • Uma indústria de refrigerantes que ninguém gosta de tomar, mas que faz sucesso na cidade devido ao baixo poder aquisitivo dos pobres pianos habitantes que não tem dinheiro para comprar Coca-Cola.
  • Uma cooperativa rural: afinal, em economia rural, cooperativas rurais rulez!
  • Uma indústria de cosméticos que fabrica cosméticos ao mesmo nível da empresa de refrigerantes.
  • Uma indústria de revestimentos pra alguma coisa. Ninguém lá de Brodowski sabe pra que serve esse negócio de revestimentos, então é uma indústria fantasma!
  • Plantações de mandioca, aipim, macaxeira e similares para servirem de consolo a todos os Brodosquianos.

Esculturas e Aspirações Porti Portinarie[editar]

Com o clima artístico aflorado em sua pele os moradores desta pacata cidade usam e abusam de sua habilidade de criar, e tem como matéria prima em abundante escala em suas pequenas roças o bem maior desta cidade a "mandioca"!

Zoológico Sociedade Brodowskiana[editar]

A cidade é bastante conhecida pelo enorme número de biscates e drogados mesmo tendo um total de 50...40...meia dúzia de habitantes. Composta por uma população de 50% de ralé casquerenta imunda, 40% de pobres que se acham ricos e 10% de donos de igrejas diversas, o principal ponto de encontro das classes superiores da cidade acontecem no Hospital dos Loucos onde são realizadas diversas atividades dentre elas sexo com desconhecidos, consumo de drogas e diversos rituais de magia negra.

Para quem é rico demais para frequentar o Hospital dos Loucos a segunda opção é o centro da cidade. Lá pode-se encontrar diversas espécies de pessoas que compõem a diversificada população do vilarejo paulista. Entre as espécias podemos citar as biscates e os manos. É o seguinte: É possível encontrar uma turma de mano em cada esquina que passar na cidade. Outra característica do lugar é o número de biscates também conhecidas como putas urubus que ficam rodeando os manos na esperança de dar pra eles e herdar o dinheiro que os caras conseguiram com o tráfico.

Estima-se que o número de putas em Brodowski aumentou cerca de 90% em relação a 2001, quando as meninas de 13 anos ainda se interessavam em brincar de Barbie ao invés de brincar de ser prostituta.