Brasão de Armas do Brasil

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão da Senzala Brazilis
Brasão do Brasil.png

Brasão de Armas do Brasil é um dos 13 símbolos oficiais dos Estados Unidos do Brasil, sendo os outros a bandeira nacional, o hino nacional, o selo nacional, o escudo da CBF, o carnaval, o logotipo de Petrobras, o dedo mindinho perdido do Lula, o hímen perdido da Ângela Bismarchi, a frase patenteada "ô loco meu", o Fuleco, os índios e as favelas.

Descrição[editar]

Como toda República Socialista Soviética, o brasão brasileiro segue seus moldes trazendo a clássica figura da foice e martelo que simboliza o trabalhador brasileiro semi-escravo que trabalha para pagar o salário de quem passa em concurso público. Está destacado também uma torre petrolífera da Petrobras que represneta o monopólio da empresa que então pode colocar a gasolina no preço que bem desejar.

O nome oficial do país está bem gravado em faixas, República Fderativa Socialista Soviética do Brasil da Silva. Após a anexação da Venezuela como estado brasileiro autônomo em 2013 foi acrescentado também o complemento Reino Soviético Unido da Venezuela e Farc-Etalia.

Mas como uma república soviética, no topo está o brasão que difere o brasão brasileiro do brasão azeri, por exemplo. Neste brasão está estampado o escudo do Cruzeiro Esporte Clube, rodeado pelo número de títulos de Libertadores somados de todos times brasileiros, inclusive os amapaenses.

Por trás desse círculo está uma estrela pintada em verde e amarelo para homenagear a seleção brasileira de handbol e seu único título sulamericano. Outros detalhes incluem um pé de alcachofas à esquerda e uma plantação de canabis á direita, bem como uma espada.