Botica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Boteco? Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Botica
Cquote1.png Você quis dizer: O Boticário? Cquote2.png
Google sobre Botica
Cquote1.png Ele tá de olho é na botica dela! Cquote2.png
Genival Lacerda sobre botica.
Cquote1.png Eu não sei de nada... Cquote2.png
Alquimista sobre a inquisição.
Cquote1.png Trago seu amor em sete dias Cquote2.png
Apotecário sobre seus produtos naturais.

A palavra botica vem do latim apotheca, que significa que você vai estudar química no ensino médio, a menos que você comece a fazer uso excessivo dos produtos da botica (drogas) e decida sair da escola.

História[editar]

Uma botica antiga e seus remédios atualmente tóxicos.

Durante o período da Antiguidade, os alquimistas ludibriadores (vulgo cientistas) que ficavam misturando matinho e afins buscando maneiras de transformar qualquer coisa ouro para ficar rico sem trabalhar - foi com a mesma ambição que Marie Curie teve câncer -, eles acabaram por produzir óleos e resinas na que foram considerados os primeiros remédios da humanidade. No começo do século X ninguém conhecia a botica nem comprava remédios por que o jeito mais fácil de resolver era deixar morrer, além do mais, era considerado bruxaria.

Como cuidavam das poções mágicas[editar]

A maioria das poções da botica eram guardados em vidros escuros, porque as bruxas achavam bem gótico. Além disso as soluções, não podiam ficar expostas a luz, nem ao calor, não podiam ficar na umidade, nem na poeira, nem fazer bosta nenhuma porque mudava a formula mágica só de olhar. Depois que a botica parou de ter ligação com o sobrenatural e começou a colocar crédito pro chip da Oi, da Tim, da Claro e da Vivo se tornou a farmácia que conhecemos hoje.

Botica e a sociedade[editar]

No inicio, só pessoas mais humildes tinham botica: carpinteiros, pedreiros, faxineiro, etc. Eram essas pessoas que faziam as misturas que envolviam conhecimentos (que eles não tinham) como genética, composição química, anatomia humana, parasitologia, micologia, fisiopatologia, toxicologia clinica, biologia molecular, líquidos corporais, virologia, hematologia.