Bolha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Melhor do que se saísse do nariz.

Bolha... veja bem bolha... mas visualize bem mesmo: Bolha. Vamos lá: Bolha... é uma porção de ar dentro de uma película, mas nem sempre ela pode estar cheia de ar, pode também abrigar água e ainda assim ser uma bolha, desde que seja arredondada, transparente ou ao menos translúcida... mas nem todo saco é uma bolha, então nem precisa olhar para o meio de suas pernas, mesmo não tendo muita potência, isso não constitui uma bolha. Uma bolha pode ter vida bem curta quando está envolta por uma película de um líquido que vai mandar mais ar e a bolha se estoura rapidamente, ou pode ter vida mais longa... Mesmo nem sendo uma forma de vida.

E daí[editar]

Treinamento destinado ao Palmeiras.

Algumas algas são bolhas, como a água-viva, e ainda são bolhas com vontade própria e são megahiperfofaskawai bonitinhas, ao contrário de quando as pessoas estão com bolha, que não pode querer dizer boa coisa: Pode ser queimadura leve que forma elas, ou até coisas asqueirosas como malária, que forma a tal da bexiga que é uma bolha, ou seja, os humanos que apreciem bolhas fora deles, do contrário não pode ser boa coisa. Fora deles e de outros bichos que se tiverem bolhas estão doentes, daí sim, podem apreciar bolhas porque a maioria delas é coisa aprazível... Ao olhá-las para apreciar mesmo, tem que fazer cara de autêntico mongo, então se configura a verdadeira apreciação.

Melhor do que se fosse no nariz... novamente.

As bolhas foram os primeiros seres que povoaram a mãe Terra (não adianta: Eu escrevo mãe Terra, pois é nossa mamãe). Nesse tempo as bolhas existiam como as descritas na introdução que borbulhavam em líquidos quentes e já se estouravam, mas também como as águas-vivas que já se diziam as donas da bagaça toda, se desnvolveram incluvive abrigando líquido urticante, que era sua defesa, poiis os demais bichos que foram surgindo achavam aquelas bolhinhas flutuantes a coisa mais doce e fresca do mundo e achavam que seria fácil, mas acabavam se fudendo pois las soltavam sua defesa queimando que se metesse a bonzão com elas.

Voltando á bolhas de duração mias curta, elas costumam ter uma película finíssima que foi feita pelo líquido da qual se originaram, e quando o ar se liberta a película solta pequenas gotinhas... Gente gosta de brincar com isso fazendo bolhinhas de sabão e esperando estourar com aquele cara de mongo já descrita...

...mas isso só se assume nos primeiros anos de vida, depois de uma década já se costuma negar, mas não adianta:Os humanos adoram essas coisas. Compreenda-se que as formas redondas têm muito haver com a vida, por isso essa fixação. Até para nascer, os humanos e poutros bichos ficam antes em uma bolha d'água.

Bolhas de longa duração[editar]

Ela não achava que teria uma morte tão dolorosa.
Bolhas parteiras.

Nem teria mais muito o que dizer sobre bolha, mas já que não posso deixar essa artigo minúsculo, vamos a mais particularidades das bolhas, comoas de longa duração. As bolhas com vida, já mencionado um exemplo que são as águas-vivas.

Mas há outras de duração mais longa, mas não as coisas em forma de bolha que os humanos costumam fazer, e sim, coisas com vida, ainda que sejam flroezinhas toscas, mas ainda é um melhor exemplo de bolhas de longa duração. Essa bolhas em geral formam o cálice das flores e têm aquele formato oblongo. Falando nisso, as bolhas quando não são esferazinhas perfeitas, são olblogas e nem vou começar a escrivinhar sobre oblongos, porque quando eu começo com essa história oblonga, não consigo mais parar...

Câmaras de pneus podem ser chamados de bolhas, mas não são bolhas que se podem apreciar, por isso mesmo que nem toda cãmara de ar pode ser chamada de bolha, mas as bolhas foram quem ensinaram às pessoas que se podia fazer muitas coisas úteis com ar dentro. Apenas olhando algo fervente a borbulhar e olhando aquelas bolhinhas que já se estouravam e vinham outras... e também lembrando do que poderia fazer na pele se por deicuido derramasse aquele líquido quente na pele, começou-se a pensa em o que poderia ser feito com ar dentro de algo mais resistente.

Ver também, se quiser[editar]