Boidae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Boídeos
Boídeo comendo um boi, daí o nome
Boídeo comendo um boi, daí o nome
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Superclasse: Quadrúpedes
Classe: Dinossauros
Ordem: Acamados
Subordem: Serpentes
Família: Boi da ae

Boidae, as jiboias, é uma família de cobras não venenosas, porém não menos perigosas, que rastejam-se sobretudo nas Américas e gostam de dar o maior cagaço nos outros quando surge, afinal esses bichos são do tamanho de um bonde e ninguém tem coragem de ir certificar de que eles são na verdade lentos e estão mais preocupados sobre como digerir o boi que acabaram de comer do que atacar algum humano idiota.

Anatomia[editar]

Estas cobras possuem características primitivas, como uma mandíbula solta de maneira que ao abrir a boca a jiboia pode engolir qualquer coisa do universo. Na garganta do animal músculos circulares friccionando-se sobre si formam um primitivo colisor de hádrons que gera uma singularidade na gravidade, como um buraco negro, que suga e esmigalha qualquer coisa. Empolgado com essa característica singular, no final de 2014 um ativista com alguns neurônios a menos criou no Discovery Channel um programa chamado Eaten Alive, onde ele se arriscaria ser comido vivo por uma jiboia por acreditar que a garganta do animal fosse um portal dimensional para o passado remoto... Obviamente ele teve todas suas costelas quebradas antes de voltar no tempo e o programa foi abortado. Por esta característica, as jiboias não desenvolverem presas peçonhentas, afinal o mini-buraco negro que eles desenvolveram na garganta destrói qualquer dente ou veneno.

Como é de se esperar de qualquer cobra, as jiboias também possuem como ossos apenas uma longa coluna com inúmeras costelas, porém seus ossos das costelas são feitos de titânio, o que permite as jiboias amassar suas presas que engole inteiras.

Vale lembrar que as jiboias são um dos poucos animais homofóbicos do reino animal, os machos de jiboias possuem esporas em torno do esfíncter de maneira a evitar qualquer gracinha homossexual.

Alimentação[editar]

As jiboias agem como ex-namoradas mal comidas, não largam do pé de sua presa, se enrolam nela e a esmagam até quebrar seus ossos. Depois a engolem por inteiro e a deixam dentro de si por meses.

As jibois portanto comem inteiros gatos, jacarés, seres humanos, bois e sua digestão pode chegar a durar meses.

Gêneros[editar]