Black Emanuelle

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
XXX FREE PORN SEX XXX FREE PORN SEX - CLICK HERE!
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Macarraopre.jpg PORCA MISÉRIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Bob Mauley.jpg   Fala, mano! É o seguinte: Black Emanuelle é mais uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado, véio?
Então, não zoa este artigo não, porque vai dar em treta, mano!


A versão negona da Emmanuelle tirando o velcro que a impedia de tocar uma siririca na sua parceira no filme.

Black Emanuelle (sim, é só com um "m" mesmo, pra evitar tomar processo dos produtores da outra Emmanuelle) é uma série de filmes de comédia sexploitation que ao contrário de sua quase xará francesa branquela dificilmente passavam no Cine Privê devido ao fato de ter algumas cenas que eram pesadas demais da conta para passarem na TV em qualquer horário que se possa imaginar possível (ou impossível) de assistir. Cenas de sexo explícito, zoofilia e até mesmo snuff footages aparecem em filmes dessa personagem. Bizarro e sem noção ao extremo.

História básica[editar]

Emanuelle Nera em italiano bom e não global-novelês era originalmente uma coadjuvante sem nome (igual a muitas outras nesse tipo de filme) interpretada por Laura Gemser no filme Emmanuelle 2 de 1975. Os italianos (leia-se Joe D'Amato), numa picaretagem digna das Organizações Tabajara ou de Pierre Louÿs, convidaram a negrinha (preconceito detectado... na próxima vai ter volta...) pra participar agora como uma protagonista do filme. Laura topou o trabalho perfeito pra ela, de uma escrava sexual (ênfase demais no "escrava", novo racismo detectado - seu honório não será perdoado!).

Nos filmes da série em geral, Emanuelle com um "M" a menos pra evitar tomar um processo na toba pelos franceses é uma jornalista daquelas que faz de tudo por uma boa notícia. Tudo mesmo. Quando eu digo TUDO MESMO, eu digo TUDO MESMO MEEEEEEEEESMO!!! Ela costumeiramente em cada matéria que tira fotos consegue a autorização através de um contrato simples, que pode consistir desde um boquete até uma coisa mais sacana mesmo.

Bizarro mesmo são as reportagens, que ela faz em diversos países, nas quais ela encontra bizarrices como bolinhos em forma de pênis, orgias feitas por políticos e membros da alta classe social, sexo com partes de corpos arrancadas por canibais, rituais hindús de sexo usando trombas de elefantes, entre outras coisas que sinceramente valem tanto a pena assistir quando os vídeos educacionais dos Teletubbies.

Filmes[editar]

Foram tantos filmes que nem vale a pena relatar, senão vai ficar pior que o artigo da "Emmanuelle" original. Basta dizer que tem filmes dela em Bangkok, na Índia, na Nicarágua, em algum país da África habitado por canibais, na Ilha Taboo (ONDE??), até na cadeia (foram dois filmes dela na prisão, fazendo favores pros carcereiros).

Ver também (se for pra bater punheta, nem veja)[editar]