Beguinarias Flamengas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Belgasecxistem.jpg

Ceci n'est pas Desciclopédia!!!

Este artigo é belga e contém altas doses de lavagem cerebral e teorias da conspiração que farão com que você acredite que Beguinarias Flamengas existe!

Cuidado: a qualquer momento um agente da NWO pode sequestrá-lo!

Belgiumcoatofarms.jpg
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Mulher também pode rezar Cquote2.png
Freira sobre Beguinarias Flamengas

As Beguinarias Flamengas são um monte de prédios pequenos, parecidos com um apartamento comum. A diferença é que seu apartamento não é um patrimônio mundial. Esses casinhas foram feitas pelos otários fiéis do Império Católico Apostólico Romano que queriam agir como monges. Eles só não foram aceitos porque não eram eles, e sim elas, e mulher não podia participar já que os padres gostavam mais de crianças.

História[editar]

Aparentemente é um condomínio normal. E é.

Tudo começou quando um grupo de mulheres cansaram das suas vidas fúteis, baseada em comprar e comprar até o cartão de crédito do marido não aguentar, e nas horas vagas ficar no salão fofocando com as amigas. Elas perceberam que essa vida era uma droga e não fazia nenhum bem para o mundo. Para se redimirem perante Deus, elas decidiram participar de alguma ordem religiosa.

Mas o problema é que as ordens religiosas eram compostas principalmente por homens (ou nem tanto) que não tiveram sucesso com as mulheres e não pegavam ninguém, e para se recuperarem do trauma resolveram virar padres, bispos e monges. Como as criaturas do sexo feminino foram responsáveis pelo trauma incurável deles, naturalmente os caras não deixariam mulheres participarem da ordem.

Elas, como não podiam participar das ordens religiosas existentes, tiveram a péssima ótima ideia de criar uma comunidade religiosa própria para elas. Primeiramente pediram permissão ao Papa, mas ele não deixou. Ignorando as respostas negativas, elas alugaram uns condomínios num subúrbio, colocaram umas cruzes dentro deles e "fizeram" uma "comunidade" católica. Não sendo reconhecidas por ninguém, obviamente aquilo não era uma ordem religiosa, mas as mulheres estavam pouco se ferrando para isso.

A comunidade não tinha a mínima chance de dar certo. Era só um grupo de mulheres que se reuniam num condomínio alguado para rezar. Mas com o passar do tempo, a comunidade deu certo. Isso porque os homens, mesmo religiosos, não aguentavam ficar sem ver um jogo de futebol tomando sua cervejinha, o que afastava-os da mesmice de rezar-orar-rezar. As mulheres também não aguentavam ficar sem ir ao salão e fofocar, mas aquelas não eram mulheres comuns.

As rezas em excesso causaram uma mutação no cérebro, afetando o córtex pré-lateral, responsável pela vontade de fazer tudo o que uma mulher comum faz. O declínio da ordem foi quando as décadas passaram e as religiosas com essa mutação morreram. As restantes, sem a adaptação, não quiseram saber da vida religiosas, acarretando no fim das Beguinarias Flamengas, assim o mundo voltou ao normal.