Beck Hansen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
USB logo.png God Ble$$ De$ciclopédia!!

Este artigo é gringo! Ele usa eletrônicos da Apple, tem um Chrysler poluidor, não joga futebol e acha que é privilegiado..

Crystal Clear app kguitar.png

Gene Simmons deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.

Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Emblem-sound.svg.png Beck Hansen
Beck Hansen.jpg
Que foi?
Nome Bek David Campbell
Origem Califórnia, Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Sexo Parece que não faz Masculino
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Voz, Guitarra, instrumentos que você não conhece
Gênero Rock misturado com um monte de coisa
Influências Os Mutantes
Nível de Habilidade Alto Alto: isso que dá só trabalhar
Aparência Imaginem um James Blunt nerd
Plásticas Nenhuma
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Trabalhar
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Não precisava, ele já é seu próprio Cafetão produtor
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Beck Hansen.

Cquote1.png Soooooy un perdedoooor... I'm a loser, baby, so why don't you kill me? Cquote2.png
Beck Hansen sobre autoestima
Cquote1.png Maninho! Cquote2.png
James Blunt sobre Beck Hansen
Cquote1.png É um fracassado de merda mesmo! Cquote2.png
Quem não gosta dele usando uma música sua pra mostrar o amor
Cquote1.png Sempre fumo! Cquote2.png
Maconheiro confundindo o Beck, aparentemente deve estar sob o efeito
Cquote1.png Já peguei! Cquote2.png
Charlotte Gainsbourg sobre Beck Hansen
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
Cat Power sobre Beck Hansen
Cquote1.png Toca Raul! Cquote2.png
Brasileiro em show do Beck Hansen
Cquote1.png Canta “You’re Beautiful”! Cquote2.png
do James Blunt se confundindo
Cquote1.png É emo! Cquote2.png
Guri retardado sobre Beck Hansen
Cquote1.png Os cientólogos Qwnam! Cquote2.png
Tom Cruise sobre Beck Hansen
Cquote1.png Loser... Tomara que não vá pra Glee... Cquote2.png
sensato de Beck Hansen sobre a música PLoser
Cquote1.png MERDA! FOI PRO GLEE!!! Cquote2.png
de Beck Hansen sobre a frase acima
Cquote1.png Quando eu cerscer, quero ser igual a ele! Cquote2.png
Mallu Magalhães sobre Beck Hansen
Cquote1.png ...E meu tempo é um pedaço de cera, caindo em um cupim, que está engasgado com as farpas... Cquote2.png
Beck Hansen, demonstrando sua habilidade em escrever letras

BEK DAVID CAMPBELL, ou MACONHA CANNABIS ERVA DO CAPIROTO BECK HANSEN, por ser chegado num Beck e sofrer Hanseníase, é o pai desses músicos workaholic que não sabem fazer porra nenhuma da vida além de trabalhar, o fazendo só pra jogar na cara das pessoas que não é vagabundo. É adepto da cientologia, seita que também quer dominar o mundo, e, quando quis usar a música pros seus objetivos, o coagiu a participar do grupo, e convenceu MGMT, Charlotte Gainsbourg, Wolfmother e outros a ajudá-lo sem que eles saibam do que se trata.

O Começo:[editar]

Under my umbrella, ella, ella, eh, eh, eh...

Maconha Beck era um garoto prodígio nascido na Califórnia, e mais um daqueles famosos casos de família de músicos, onde era mais um playboyzinho mimado que todo mundo odeia, mas ficou de saco cheio dauqelas patricinhas de Beverly Hills e se mudou pro Mississipi, onde viviam pessoas de verdade pra tentar ser músico, mas, o vício em Beck fez com que ele se perdesse e passou a ser um fodido na vida: morava num porão e ainda trampava numa locadora, organizando filmes pornô gays e lésbicos em ordem alfabética, o que explica porque ele morava escondido da sociedade, e ainda recebia um salário miserável. Era um legítimo loser. Pela 1ª vez não foi a Califórnia que corrompeu alguém.

A Letra:[editar]

Cannabis Beck queria retomar tua vida, pois estava de saco cheio do homossexualismo do seu trabalho, após ser linchado por um grupo de homofóbicos por causa de seu trabalho, então, resolve escrever uma letra pra falar da sua rotina diária, a batizando de “Loser”, e, com patrocínio da locadora, gravou o single. Alguns dias depois, passa de Loser a Winner, e, a consequência da realização do sonho de todos os artistas iniciantes: prender o rabo a uma gravadora, que foi esperta, pois sabe que, o sonho de todo artista consagrado é se desfazer da gravadora e ser independente pra não ter que dividir dinheiro com ninguém, e disse que ele poderia fazer seus álbuns independentes quando ele tivesse afim de fazer só o dele. Assim chegava ao fim aquela época de merda da vida dele.

O Resto:[editar]

Com o Mellow Gold gravado e fazendo sucesso graças a vidinha de merda que levava, Erva do Capiroto Beck se despediu da locadora e recomeçou a carreira de musico workaholic na Big Apple, montando um templo de treinamento, onde ensinou a nomes como Jack White a cagar e andar pra vida social em prol do trabalho. Faz sucesso quando relançou seus primeiros álbuns num lapso de falta de criatividade. Depois, lança Mutations, plagiando Os Mutantes. Então, num belo dia ele resolveu mudar a sonoridade pro álbum seguinte, e mudar de novo pro álbum seguinte ao álbum seguinte, só pra querer jogar na cara do mundo que ele consegue fazer uma porrada de coisas. Se tornou adepto da Cientologia e a ajudou a tentar dominar o mundo usando a música, e, usou MGMT, Charlotte Gainsbourg e Wolfmother, entre tantos pra conseguir tal objetivo.

O Que Ouvir (Ou Não...)[editar]

Quando tocou (e disputou) num festival de roupas ridículas. Como bom indie que é, ele era o franco favorito

Álbuns:[editar]

Hits:[editar]

  • A MTV Quer Que Eu Fume Crack: Enquanto aqui na Terra de Ninguém, a MTV quer que sejamos coloridos, lá eles querem drogar seus fãs. No caso do cantor com nome de droga, quis que ele se chamasse Crack Hansen pra cntinuar tocando as músicas dele;
  • Fodido na Vida: A música poser, que canta sobre sua vida antes da fama;
  • Tropicalia: Música dos Mutantes, que fez com que ele sofresse uma mutação na sua carreira;
  • Nova Poluição: Fala de Poluição Sonora, após dizerem que era isso que sua música causava;
  • Causa Perdida: Fala da indústria cenográfica;
  • O Celular Está Morto: Agora a moda é Smartphone;
  • Acho Que Estou Apaixonando: Homem dividido não se cria.