Bandeira do Azerbaijão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Azerbaijão
Bandeira do Azerbaijao.png

Bandeira do Azerbaijão é uma bandeira tricolor de três cores e o único símbolo nacional do mundo que pode ser usada ao mesmo tempo como uma bandeira e um tapete persa.

História[editar]

A atual bandeira do Azerbaijão já era usada em algum lugar no tempo, quando o Azerbaijão conseguiu ser independente do Império Russo depois de uma guerra civil onde ninguém se importou com a independência deles. Essa antiga bandeira que não tinha diferença nenhuma da atual, durou tanto tempo quanto o tempo que você lê este parágrafo, pois logo os russos se lembraram das criações de cabras azeris e anexaram o país à União Soviética.

A partir daí os russos fizeram o que quiseram com a bandeira do Azerbaijão. Como o design da década de 1920 era muito pobre, tudo o que puderam usar foi o Microsoft Paint do Windows 3.1, no que resultou numa bandeira vermelha com as letras ACCP, homenagem secreta ao AC/DC, daí foram adicionando a foice e martelo e outras quinquilharias até resultar na bandeira da República Socialista Soviética do Azerbaijão: uma cópia da bandeira da URSS com uma faixa azul no fundo, em referência ao incrível nada no Azerbaijão.

Em 30 de fevereiro de 1991, o Azerbaijão se tornou independente mais uma vez, sendo retomada aquela antiga bandeira que parecia um tapete, como o objetivo de ser uma bandeira multi-uso e passar alguma noção de versatilidade para os vizinhos atrasados e frustrados da Geórgia e Armênia.

Significados[editar]

  • Branco Verde - Simboliza a origem soviética russa islâmica do país.
  • Vermelho - Simboliza o sangue armênio derramado em Nagorno-Karabakh e um suposto progresso e modernização.
  • Azul - Representa as águas do Mar Cáspio, que mesmo poluídas de radiação ainda são usadas pelos azeris para pescar e tomar banho nos domingos.

Evolução da bandeira[editar]