Bandeira da Letônia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Letônia
Bandeira da Letônia.png

Bandeira da Letônia é uma versão altamente tosca da bandeira da Áustria.

História[editar]

Como nunca existiu civilização no báltico antes da chegada da União Soviética, não existem muitas bandeiras históricas além da bandeira da Prússia que era conhecida pela águia bicéfala tosca transgênica mutante da Ordem dos Cavaleiros Teutônicos.

Sabe-se que a República Socialista Soviética da Letônia foi estabelecida em 1919, mas a bandeira só chegou em 1953 porque esse era o tempo da viagem de jegue de Moscou até Riga, que levava no seu lombo a bandeira confeccionada por Stalin. Nela, além do típico fundo vermelho e a foice e martelo comunistas, a gravura do Mar Báltico onde muitos nazistas foram afogados no fim da Segunda Guerra Mundial.

Bandeira atual[editar]

A atual bandeira letã vem de uma lenda local, quando em 1918 foi trava uma sangrenta batalha tribal de travesseiros, onde o líder letão o carismático Kekaak Battkalak feriu a ponta de seu dedo com um corte feito por uma farpa de pena de ganso. Depois que ele tirou o band-aid do seu ferimento, ele achou muito legal o efeito entre o sangue do dedo e o branco do tampão do band-aid. E assim a bandeira tricolor vermelho tijol0-branco-vermelho tijolo foi adotado.

Stalin achou essa bandeira tão retardada que fez questão de dizimar com a Letônia e acabar com esta bandeira, mas isso só durou até 1990, quando a bandeira foi retomada.

Significados[editar]

  • Cor de burro quando foge - Simboliza o sangue letão que aparentemente não tem o mesmo tom de vermelho que o sangue do resto dos habitantes do mundo.
  • Branco - Simboliza a neve.

Evolução da bandeira[editar]