Bandeira da Coreia do Norte

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Coreia da Morte
Bandeira da Coreia do Norte.png

Bandeira da Coreia do Norte é uma versão comunista da bandeira da Costa Rica, formada por duas faixas azuis no topo e na base, separadas por uma linha do centro vermelho onde é possível ver o brasão comunista de Chernobyl. Kim Jong Il aprovou, então está tudo certo.

História[editar]

A Coreia do Norte nunca teve uma bandeira própria antes de 1948, talvez por nunca ter existido. Sempre teve que submeter-se à ridícula bandeira da Coreia do Sul, e por alguns anos até a bandeira otaku.

Só em 1946 surge o primeiro rascunho do que viria a ser a bandeira norte-coreana (mentira, era a mesma coisa das bandeiras anteriores).

Bandeira atual[editar]

Em 1948 os norte-coreanos por serem proibidos de irem a escola para trabalharem plantando arroz não tinham ideia alguma de como ou que desenharem como sua bandeira. Por isso alguns russos de Vladvostok foram contratados para auxiliar no desenho da bandeira. De diferente não fizeram nada, já que mantiveram as cores vermelha, azul e branca da época Coreia unificada, e até o símbolo do comunismo está desenhado sobre o Taegeuk (logotipo da Pepsi usado até hoje na bandeira sul-coreana).

Significados[editar]

  • Azul - Simboliza o desejo do povo pela paz com a realização de testes nucleares fake no Mar do Japão.
  • Vermelho - Simboliza o socialismo soviético (o último no mundo atualmente).
  • Branco - Simboliza o pau de óculos do Kim Jong Il.

Evolução da bandeira[editar]