Banda Strike

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Se você procurava Emo, achou um artigo que fala sobre isso; Se procurava Counter-Strike, faltou uma palavra; Mas se procurava Boliche, então por que não digitou "boliche" sua besta?!

Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Hitler curtindo um som do Fresno. Banda Strike é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.


Banda Strike
Nosso sentimento.jpg
A banda e seu novo single
Origem Juiz Lalau, Terra do pão de queijo
País Canadá
Período 2003 - atualmente
Gênero(s) Black Metal
Gravadora(s) Beck
Integrante(s) {{{integrantes}}}
Ex-integrante(s) {{{exintegrantes}}}
Site oficial {{{site}}}


Cquote1.png Só mais um pra vencer a partida Cquote2.png
Homer Simpson sobre Strike
Cquote1.png Também temos influência de Blink-182... Cquote2.png
Marcelo sobre Banda Strike
Cquote1.png FUCK YOU IN THE ASS!!! Cquote2.png
Tom DeLonge sobre Comentário anterior
Cquote1.png E de Raimundos também... Cquote2.png
Marcelo sobre Banda Strike
Cquote1.png Misericórdia do seu sangue irmão! Cquote2.png
Rodolfo sobre Comentário anterior
Cquote1.png Já comi Cquote2.png
Di do NX Zero sobre Marcelo

Strike é uma banda de eMoPB dos anos 90, que se formou em Juiz de Fora (MG) e a banda tambem. A banda ficou famosa por trazer o som da micareta a Juiz de Fora.

História[editar]

Era um grupinho de fans da eMoPB (CPM 22, Charlie Brown Jr., NxZero, Roupa Nova, dentre outros...) e juntos assistiam a tudo desses.

Um dia assistiram ao Mtv - Estúdio Coca Cola: CPM 22 & Bábado Novo e gostaram da "Inovação Musical" e gostaram tanto que resolveram tomar isto como exemplo para a sua banda, sendo que eles pegaram o Pop e o Rock para tentar transformar em Axé da qualidade do sacode da Gyselle, sendo considerados por isso a grande inovação musical por parte da eMoTV.

O sucesso foi tanto que eles, depois de uma temporada no MySpace, resolveram que era hora de ter um nome de verdade para a banda, só que na falta de criatividade danada eles resolveram dar um rolê pelo shopping e jogar boliche, no que de repente ouvem uma Guria Retardada gritando: STRIKE!

Segundo eles, este seria o aviso dos céus para a marca que marcaria para sempre a banda, sendo que para garantir que outros não roubassem o direito autoral sobre a "obra", eles fizeram um pacto com o Diabo e começaram a se apresentar no Xou da Xuxa, se tornando o sucesso que são hoje.

A Fama[editar]

Eles já têm a própria marca de alucinógenos

Eles começaram a ter mais fama quando se apresentaram em casas noturnas como Sayonara, Roda Viva e outros meios de agrado a otakus fans de hentai adolescentes boca-virgem. O que não adiantou, porque lá ninguem pára pra prestar atenção na música. Então começaram a aparecer em festas de "papai chama a Ivete pra minha festa" tocando cover.

Sob a influência do Forfun (Diversão de Quatro, banda que acredita que tudo gira em torno e no meio desse número) eles esperaram 4 anos pra terem a grande idéia de fazer um CD com músicas próprias, que foi intutulado: Desvio de Conduta (Tirar roqueiros do caminho do Deus Metal e levar ao axé, que é mais "saudável" segundo quem nunca ouviu rock e pensa que só tem grito).

Mas eles quiseram dar uma de Poser, porque era isso dava fama. Então fizeram a canção "Paraíso Proibido", que fala sobre o seu trazeiro que seu papai não o deixa dar, querendo atingir ao público jovem que é em maioria telespectador de Malhação, Sitcom Telenovela onde adolescentes passam por estas ocasiões, Chegando ao ponto poser da canção ser contratada a ser abertura desta. Segundo eles, "abertura" é a fonte de renda da banda.

Integrantes[editar]

  • Marcelo Mancinho - Oral
  • André Manso - Mascote
  • Carla Perez - Baixo
  • Cadê - Antecessor do Google
  • Rodrigo Macio - Oral (Quando Marcelo ficava exausto)

Segundo alguns, eles, além do Oral, também seriam praticantes do do "Bocal" e do "Nasal", sendo assim a banda preferida de emos como Olavo de Carvalho, Márcia Goldsmith e Mara Maravilha.

Discografia:[editar]

Singles:[editar]

  • Desvio de Conduta:

Paraíso Proibido

... O resto ninguem nunca ouviu falar.

  • Hiperativo:

A Tendência, onde resolveram plagiar o Forever The Sickest Kids quando fizeram o clipe. (E a música só fez sucesso porque fala mal do Restart)

No Veneno, que foi lançada tão antes do álbum, que todos pensam ser do Desvio de Conduta.

Ver também[editar]