Araguaína

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Anarquia Cquote2.png
Google sobre Araguaína
Cquote1.png Cidade Natal Da Dupla Maiara e Maraisa !!! Cquote2.png
Nativo, Sobre Materia Do Ratinho
Cquote1.png Motherfucker! Cquote2.png
Dinossauros já extintos sobre Araguaína
Cquote1.png Fim do mumdo, vire a iskerda Cquote2.png
Placa localizada na entrada de Araguaína
Cquote1.png Como assim você destruiu uma cidade inteira sem usar nenhuma bomba?! Cquote2.png
Bin Laden para o prefeito de Araguaína
Cquote1.png O transporte público em Araguaína é muito bom! Cquote2.png
apresentador de programa pago por empresário falando do "maravilhoso" serviço prestado pela empresa Viação Lontra.
Cquote1.png Meu, olha quantos parques, teatros, quantos shoppings, isso sim que é cidade! Cquote2.png
Araguainense frustrado, quando vai pra Goiânia.
Cquote1.png Somos muito melhores que aquela capitalzinha de merda! Cquote2.png
Araguaínense em acesso típico de grande sobre Palmas
Cquote1.png Interior querendo ser metrópole Cquote2.png
Palmense sobre Araguaína
Cquote1.png Inragaína é a maió cidadi du Tócãtínrr! Cquote2.png
Nativo sobre Araguaína
Cquote1.png Inragaína tem marr di 500.000 abitanti! Cquote2.png
Outro nativo sobre Araguaína
Cquote1.png CARÁLIO, ARAGUAÍNA TÁ NA DESCICLOPÉDIA, PORRA! Cquote2.png
Qualquer araguainense após acessar esta página
Cquote1.png É nóis!!! Cquote2.png
Outro araguainense orgulhoso sobre o comentário acima
Cquote1.png Já ouvi falar... é do Piauí? Cquote2.png
Governador do Tocantins sobre Araguaína
Cquote1.png Nosso PIB é o dobro de Palmas!! Cquote2.png
Araguainense Orgulhoso
Cquote1.png Mas a grana vai toda pra lá... Cquote2.png
O mesmo Araguainense acima, pensando melhor sobre Palmas
Cquote1.png Vô te contar uma coisa: É uma cidade grande bem boa pra morar Cquote2.png
Araguainense nativo, que nunca morou ou visitou qualquer capital do Brasil
Cquote1.png Nosso time é o melhor do estado! Cquote2.png
Torcedor lunático sobre Araguaína Futebol e Regatas
Cquote1.png Nos temos a maior torcida do estado! Cquote2.png
Torcedor lunático (2) sobre Araguaína Futebol e Regatas
Cquote1.png Nosso time tá uma merda.. Cquote2.png
Torcedor realista sobre Araguaína Futebol e Regatas
Cquote1.png Eu não tenho NADA nessa cidade! Cquote2.png
Cidadão araguainense revoltado antes da chuva
Cquote1.png Roupa, móvel, perdi TUDO! Cquote2.png
Cidadão araguainense revoltado depois da chuva
Cquote1.png Araguaína é terra de mulher séria e homem trabalhador! Cquote2.png
Um lunático sobre Araguaína
Cquote1.png Todos os buracos da minha rua sumiram, depois da última chuva viraram um único só. Cquote2.png
Cidadão orgulhoso sobre Araguaína
Cquote1.png Proibido pesca predatória Cquote2.png
Placa colocada em um buraco de Araguaína
Cquote1.png Me dá 2 real pr'eu comprar um bolo. Cquote2.png
Doida, gorda e faminta de Araguaína te pedindo dinheiro
Cquote1.png Se eu for eleito, Araguaína não será mais chamada de Buracaína. Cquote2.png
Candidato a prefeito de Araguaína em seu discurso de campanha
Cquote1.png A feirinha é a vergonha da cidade, será demolida assim que eu for eleito. Cquote2.png
Outra célebre declaração do prefeito de Araguaína
Cquote1.png Filho da puta! Cquote2.png
Cidadão araguainense sobre as duas declarações acima

Araguaína é uma cratera cidade localizada no norte do Tocantins, que pretendia ser capital desse estado quando o mesmo foi criado, porém preferiram e decidiram criar uma nova cidade do zero, Palmas, do que deixar qualquer porcaria como capital, em conferência realizada em 1990 na favela em Brasília, humilhando e deixando Araguaína de lado, assim isolando esta cidade do resto do mundo. Após ser abandonada pelo próprio estado, Araguaína sobreviveu durantes os últimos anos graças a exportação de cabeça-chata em massa. Seu passado é lindo extremamente conturbador, já que milhões de anos atrás um meteoro caiu na região, deixando a cidade no formato de uma buceta bacia. Após esse incidente, qualquer chuva mata os araguainenses afogados.

História[editar]

O vilarejo foi colonizado por volta do final do século XVIII por piauienses retirantes totalmente perdidos no meio do nada. Como o local apesar de ser um deserto devastado, não era mais sertão, e portanto eles puderam pelo menos plantar café para cheirar e se manterem vivos.

Em 1960, com a criação da Rodovia Belém-Brasília, a cidade de Araguaína passa a constar no mapa, mas isso não é o bastante para que o local fosse considerada a capital de Tocantins quando este estado foi criado em 1988, a cidade era tão ruim que o então governador preferiu construir uma cidade do zero lá longe.

Araguaína é uma cidade que sempre esteve nos holofotes nacionais graças às peripécias de sua população transviada. Em 2008, quando um estudante de odontologia atropelou e matou um idoso, o motorista estava embriagado e a mídia estava maravilhada com a até então recente lei seca. (Jornal Nacional). Em 2009, foi a vez de uma tempestade de fortes ventos destruiu o telhado de uma casa de festas. (Bom Dia Brasil). Em 2012, a cidade de Araguaína apareceu nacionalmente quando na final da Libertadores um idiota cidadão local mandou uma pergunta ao vivo para a transmissão da Rede Globo, evento que com certeza culminou no título milagroso do Corinthians.

Geografia[editar]

Bando de farofeiros numa mítica praia de Araguaína (modo pelo qual eles chamam a margem de um rio).

Seu passado é lindo extremamente conturbador, foi no atual território de Araguaína que o meteoro que matou os dinossauros caiu, deixando a paisagem da cidade no formato de uma buceta bacia. Após esse incidente, qualquer chuva mata os araguainenses afogados.

A cidade possui um moderno sistema de esgoto chamado de "Rio Lontra", rio que corta a cidade, e que nas imagens aéreas parece mais urina de tão amarelo. Grandes empresas como hospitais e indústrias ajudam a poluir esse rio, além disso esse sistema de esgoto inovador custa demasiado no bolso da população que é obrigada a pagar preços absurdos mesmo que não utilize.

Economia[editar]

Araguaína é conhecida como a Capital do Boi Gordo e dos pecuaristas mais sonegadores do Brasil, graças a isso essa cidade cresce com a grande receita dos impostos desses honrados trabalhadores fazendeiros e produtores.

Atualmente a cidade passa por um momento econômico notável, o que faz seus moradores acreditarem que a cidade será uma metrópole por que a respeitada (só que não) revista Veja disse isso. A população de alto poder aquisitivo tenta ao máximo se comportar de forma chic e se convencer de que não formam um grupo social pseudo-desenvolvido intelectualmente, com opiniões irrelevantes e arrogante.

Atualmente podemos encontrar em Araguaína o mais falido shopping do mundo (Moreira Shopping)... Todo mundo se perde lá dentro...

Política[editar]

A cidade pleiteia lugar no Guiness Book como a cidade que mais sofreu intervenções políticas do mundo. Só três prefeitos conseguiram terminar seus mandatos desde a fundação dessa aldeia[1]. Quando o cara não era colocado pra fora porque roubava, abandonava o cargo ou era morto a bala.

O seu prefeito sempre é destaque na cidade devido às suas trambicagens, sendo comum por ser conhecido por usar o dinheiro roubado arrecadado pelo IPTU para pintar o meio-fio das ruas esburacadas de Buracaína Araguaína. Sempre há relatos de que pretende inaugurar muitas obras desde que sempre sejam iniciadas na gestão anterior.

População[editar]

O centro movimentado de Araguaína

Segundo dados do Instituto Araguainense de Burrice Estatística a cidade possui 5.000 habitantes que os cabeças de bandeja bêbados enxergam 500.000.

Graças às manobras do grande criador do Tocantins, o ditador José Wilson Siqueira Campos, a cidade ficou jogada às cobras e seus moradores caíram em desilusão, na marginalidade, na putaria, na destruição do patrimônio público, enfim, se tornou uma típica cidade brasileira.

Antes da divisão do Estado, Araguaína era uma cidade pujante e progressista. Pistoleiros, garimpeiros, vigaristas, putas e outros tipos de meliantes tentaram a vida no novo Eldorado da região Norte. No entanto, Araguaína não se tornou a capital do novo Estado (como prometido) e os aventureiros voltaram para Goiás.

Conhecida também como capital do Boi Gordo, região com maior número de cornos (cantores sertanejos) gordos, tem seu regime política próprio: a anarquia.

Educação[editar]

Araguaína é um importante (nem tanto assim) pólo de educação superior da região, contando com a presença das instituições privadas ITPAC e Faculdade Católica Dom Orione e um campus da UFT. Todas estas com exceção das duas primeiras são conhecidas por seus processos seletivos acirrados.

O ITPAC (FAHESA, mas ninguém dá a mínima pra esse nome), em especial, oferece um curso de Medicina muito respeitado, cujos alunos obedecem a seguinte proporção: 60% de alunos de outras cidades e/ou estados, dos quais 98% são filhinhos de papais que não conseguiram comprar vagas em nenhuma instituição de ensino de suas regiões de origem; 30% de egressos de cursinhos pré-vestibulares e/ou colégios de ensino médio da própria cidade; 90% de alunos do FIES (apesar de 60% ter dinheiro pra pagar). O ITPAC também decidiu abrir vários cursos (2) na área das Engenharias, mesmo que a maioria da população (e consequentemente dos alunos) não saiba fazer multiplicações (em especial os alunos do curso de Engenharia de Produção)

Cquote1.png Não dou a mínima pra cálculo e física, quero ser um engenheiro projetista. Cquote2.png
Acadêmico de Engenharia Civil sobre ITPAC

A UFT oferece cursos da área de humanidade sem reconhecimento no mundo real, boa parte dos cursos se resumem a trabalhar na roça, quando não, os acadêmicos escolhem o curso porque não conseguiram passar no vestibular na primeira tentativa e decidiram prestar vestibular menos concorrido para um curso que ninguém faz.

A Faculdade Católica adotou uma política expansionista e agora decidiu destruir todo o centro da cidade para a construção de mais salas para acomodar melhor os alunos de direito seus acadêmicos.

No ensino médio e fundamental não existe muito a se comentar a não ser o frequentes escândalos que os alunos, tanto do setor público quanto do privado, protagonizam. Além de um colégio de uniforme laranja espalhafatoso.

Transportes[editar]

Araguaína é uma cidade de primeiro mundo, conhecida por ter ótimas ruas, trafegáveis tanto por carros como por botes, depende só da época do ano.

O asfalto da cidade, é o chamado asfalto "sonrisal", quando a chuva bate, derrete. Não existe qualquer rede fluvial, o que causa uma perca do dinheiro público que escorre pelo asfalto.

Cultura[editar]

Em Araguaína não existem limites para a música ruim, as pessoas pesquisam no Google por MÚSICAS DO CAPETA PARA DOWNLOAD GRÁTIS KOSMO JAMAICA (não necessariamente sem erros gramaticais) e colocam pra baixar. Cantores desafinados e seus teclados, divertem as festas mais podres da cidade. Uma vez no ano rolam festas de música eletrônica que amontoam tudo quanto é tipo de gente feia em um só lugar. No rock Araguaína não pode se queixar, existem muitas bandas de variadas vertentes do rock, e algumas já tocaram e tocam em vários lugares do Brasil, e até fora dele (Maranhão), e graças aos maranhenses a música em Araguaína não é pior.

Entre os principais hábitos araguainenses podemos citar:

  • Acordar às 8 da manhã com um carro de som gritando as últimas promoções dos armazéns locais. E em época de eleição, já sabe né?
  • Ver a propaganda de classificados do Jornal do Tocantins e canta junto: ‘3215 9595… 32159595… Automóvel, Informática, Imóvel tudo enfim...' ou então: "ZYC, 556, Boa Sorte Rádio e Televisão! Canaaal dois-quatro-noooove, 97,7 mega-hertz, 10.000 wattz de potêêência, Araguaína, Tocantiiiiinsssss..." (Essa é a musiquinha que todos que moram ali sabem cantar!) 'YC, 556, boa sorte rádio e televisão, canal 249, 97,7 megahats...'.
  • Chegar em casa e já ir ligando a TV no Vanderlan Gomes para ouvir as noticias ruins da boca de fumo do setor Tereza Hilário, Raizal e Araguaína sul, ou no Gerônimo Cardoso pra saber onde vai ser a próxima entrega de Chambarí.
  • Tudo quanto é gente feia idoso já foi pelo menos uma vez no "forró dos véi".
  • Achar super normal achar o prefeito da cidade fazendo compras no mesmo supermercado que ele. E só não achar isso dos vereadores porque não conhece nenhum, como todo bom brasileiro que não tem ideia de quem são seus políticos do legislativo.
  • Não fazer a mínima ideia de qual é o seu CEP, e sempre colocar ele como 77800-000.
  • Falar mal, dizer que Araguaína não tem nada pra fazer, que só vai terminar de estudar e vai embora dali (mentira). Mas na verdade AMA Araguaína(não se sabe porque), e vai morrer nessa terra, porque é seu infeliz destino.

Idioma[editar]

Em Araguaína há o peculiar dialeto do araguinês, cujas principais regras gramaticais vemos abaixo:

  • Sempre dizer "bem aí" no meio de qualquer frase, como por exemplo na sentença: "Ei mininu, pega essa caneta bem aí pra mim!"
  • Sempre falar "tu" feito doido e sempre de forma incorreta: "tu vai, tu foi, tu é doido".
  • Quando alguém te xinga, a melhor resposta é: "É TU!!"
  • Colocar a negação depois do verbo formando frases do tipo "vô não, fui não, quero não, minha mãe deixa não"
  • Chama os meninos de "ur menino" e as meninas de "ar menina".

Esportes[editar]

O Araguaína Futebol e Regatas representa a cidade de Araguaína no cenário do esporte nacional apesar de não praticar nem futebol, nem regatas. É o único time do mundo que tem um boi em seu emblema, ao lado de um cara fazendo regatas, mas o fato mas curioso é que nem um cidadão caipira da cidade sabe informar onde é praticado a mítica regatas, suspeita-se que seja no Rio Lontra de profundidade de 27 centímetros.

Sendo bi-campeã tocantinense de futebol, a equipe hoje se encontra na segunda divisão estadual (rebaixada em 2011, fracassou em voltar à elite no mesmo ano)¹ e quarta divisão nacional.

Araguaína é a única cidade do mundo que se pratica moto cross nas ruas da cidade, porém os cidadãos não se agradam com obstáculos (buracos para quem não sacou a piada) criados, já que é comum os defeitos nas suspensões dos carros da cidade. Suspeita-se que haja um esquema entre mecânicos da cidade e o poder público, mas não passa de mera especulação (por enquanto).


  1. Fato verídico