Anita (minissérie)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Cquote1.png Já Comi! Cquote2.png
Alexandre Frota sobre Anita
Cquote1.png Comi... e como!!!!! Cquote2.png
Thammy Gretchen sobre Anita
Cquote1.png Ela não tem a minha experiência meu amooorrrr... Cquote2.png
Clodovil sobre Anita
Cquote1.png Uhhh! Coitado! Cquote2.png
Filomena sobre Clodovil
Cquote1.png Puta merda! Essa Mina uma puta do caralho... Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Anita
Cquote1.png Hit me baby One More Time! Cquote2.png
Britney Spears sobre Anita
Cquote1.png Oi Colega! você beja sapo? Cquote2.png
Daniela Cicarelli sobre Anita
Cquote1.png Na União Soviética, a ninfeta safada fode VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Anita
Cquote1.png Colega nada, agente cobra pelo serviço! Cquote2.png
Bruna Surfistinha sobre Daniela Cicarelli
Cquote1.png Ela é uma gracinha! Cquote2.png
Hebe Camargo sobre Anita
Cquote1.png Não existem coincidências...só o inevitável... Cquote2.png
Yuko Ichihara sobre Anita

Anita é uma das mais puras e castas mulheres do mundo, só perdendo é claro para Tua Mãe, que é profissional, e assim é covardia.

Biografia[editar]

Desde dos 12 anos já dava duro na vida, fazia nus artísticos por uns trocados com um eremita que morava na floresta, descobriu o cara porque ouve um problema na escola e ela marcou encontro com quatro caras ao mesmo tempo!

Ela era muito novinha para orgias, então fugiu para o meio do mato e encontrou uma casinha feita de doces e chocolate. Dentro da casinha estava o decrépito pintor que não queria nada com ela, pois todo pintor é gay ocupado e não tem tempo para sexo.

Bar onde Anita conseguiu sua primeira gorjeta!

Mais tarde com 17 anos, ela foi para a França servir mesas no Moulin Rouge, mas não conseguia sair do bar, as gorjetas que colocavam no decote dela mal davam para pagar o aluguel. Mesmo depois de aprender o CanCan, Anita não conseguia trabalhar com a "profissão mais antiga do mundo", faltava alguma coisa e pegou sua malinha e foi para os EUA aprender o segredo do striptease com a mestra-mor da arte, Demi Moore.

Demi Moore ensinou direitinho...

Depois de aprender a arte do strip, voltou para a Europa a fim de conquistar seu espaço no Moulin. Mas ao chegar em Paris, ela encontra com Mário Donato, mais um destes escritores romancistas contaminados pela tuberculose. Ele se encantou com a menina e prometeu a mesma mudar a vida dela.

Assim ela foi levada para Florença (em São Paulo, nada de Itália!), a batizou com o nome de guerra “Cíntia” e alugou uma salinha de segunda para ela atender com mais conforto. Foi o primeiro centro noturno de lazer da cidade (ou casa da luz vermelha).

Substituta depois do desaparecimento de Anita

O cafetão a induziu a conseguir algum quarentão idiota cuja carteira fosse recheada, e ela conseguiu um otário arquiteto chamado Nando, um cara completamente bobo, porém depravado (e a ninfomaníaca era ela).

E provocava a castidade de um babaca local, um tal de Zezinho, que era tão feio, mas tão feio que se não fosse Anita, ele seria virgem até hoje. Durante a noite o que ela aprendia algumas posições com Nando, e na parte da tarde, depois de atender outros clientes, ela ensinava o que aprendeu com Nando para Zezinho.

"Forte" concorrente de Anita

O Misterioso Sumiço[editar]

Ela se manteve assim por um tempo, mas num belo dia simplesmente ela sumiu do seu corvil. E até hoje não retornou, dizem as anciãs que uma vez a cada cem anos ela retorna na última noite da lua cheia para levar um jovem rapaz virgem, e o mesmo está fadado a se tornar GoGo Boy.

As lendas urbanas locais contam que Nando teve uma crise no seu casamento, ficou doidão e matou Anita com um tiro, mas existem laudos médicos (e fofocas mais fortes) que apontam que ela morreu de AIDS. Mas ninguém sabe a verdade.

Mas com seu desaparecimento, Mário Donato escreveu um livro chamado "Sinto Falta da Presença de Anita”, claro que de uma forma mais comercial, o livro serviu para tv Globo, todo mundo ficou feliz com a obra lasciva, sensual, erótica, depravada, libertina e sem pudores que era muito melhor do que aqueles livrecos tipo “Sabrina”.

Ver também[editar]