Alameda dos Anjos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Timered.jpg Tokusatsu

Este é um artigo dos heróis da terra do sol nascente.
Não confunda com o Power Rangers ou VR Troopers.
Estrague-o, e vão te mandar o Mandaraboy para sua casa.

Cquote1.png Você quis dizer: Piradolândia Cquote2.png
Google sobre Alameda dos Anjos
Cquote1.png Onde?! Cquote2.png
Fã atual de Power Rangers sobre Alameda dos Anjos


Cena de imigrantes ilegais aterrorizando a Alameda dos Anjos.

A Alameda dos Anjos é o antigo reduto dos Power Rangers e local privilegiado para se estabelecer contatos imediatos do terceiro grau com extraterrestres. Localizada entre Tangamandápio e Gothan City, a Alameda dos Anjos foi arrasada por catástrofes sobrenaturais, obrigando os Power Rangers, seus filhos mais ilustres, a se mudarem para o Acre, onde poderiam conviver com seres estranhos com igual frequência.


Arquitetura[editar]

Toda projetada pelo artista plástico Christo, a urbanização da Alameda dos Anjos foi uma obra peculiar na história da arquitetura pós-moderna. Suas edificações, todas feitas em papelão e pintadas com tinta guache, nunca pareceram muito resistentes às intempéries naturais. Por isso, sempre que venta, chove muito ou um monstro gigante qualquer invade a cidade, a população se manda para a fortaleza do Zordon.

Demografia[editar]

A população da Alameda dos Anjos é quase toda composta por lutadores e megalomaníacos, fato esse que fica auto-evidente em seriados como Power Rangers. Nos últimos anos, sofreu um aumento nos seus índices de violência em virtude do grande fluxo imigratório de bonecos de massa provenientes de planetas do Terceiro Mundo. Quanto à etnia, podemos dividir os alamedanos anjeliqueiros nativos em japoneses e norte-americanos, já que a cidade fica na divisa entre esses dois países.

IDH (Índice de Desenvolvimento Humano)[editar]

O IDH dos alamedanos é quase nulo, comparável a de países como a Etiópia. Quer seja pela incapacidade cognitiva de seus cidadãos, quer seja por causa de sua economia frágil, baseada na monocultura de um produto em franca decadência (tokusatsus), a Alameda dos Anjos vive seus piores dias. Para piorar mais ainda, a cidade já está ficando sem dinheiro para ser reconstruída após os cada vez mais frequentes ataques de monstros gigantes, que sempre destroem uma dúzia de prédios e matam metade da população local.Recentemente, com a volta do antigo prefeito, a cidade demonstrou uma reação populacional e econômica.