Ágata

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Agatha)
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura por outros significados, consulte Ágata (desambiguação).


Ágata é uma espécie mineral de silício, que pode variar entre 340 cores e 4000 formatos diferentes. Não é comestível apesar de parecer uma jujuba, mas pode ser usado como uma eficiente munição de estilingue.

Características[editar]

Corte transversal numa ágata. Entrada do túnel do tempo.

As ágatas são gemas criadas a partir de consecutivas camadas de lava vulcânica que se solidificam e depois os pobres vão lá martelar para extrair e depois vender na beira de estradas.

Geologicamente, uma ágata é conhecida como uma espécie de "sanduíche de rochas", pois reúne camadas de sílica, quartzo, ferro e um pouco de manteiga em cima para dar uma corada.

Falando em comida (lembre-se, não coma ágatas!), ágatas são como estrogonofes vencidos no fundo da sua geladeira, são uma verdadeira mistureba de elementos químicos, a sua fórmula química é FeSi3KRb2HaHaHa5SiQXHe3WTF3CaUut2H2O.

Variações[editar]

Existem várias variações de ágatas em diversas cores, mas todas não passam de pedras...

Uso[editar]

A ágata foi descoberta na Sicília por pescadores que usavam pepitas da rocha para se defender dos mafiosos. Como é uma rocha muito popular, pobres do mundo inteiro tem ágatas em casa para ficarem posando de chiques e refinados, mas compraram a ágata por R$1,99 na esquina.

Os persas usavam aneis de ágata para espantar os maus espíritos. Era muito comum dildos feitos de ágata para abençoar a fertilidade dos seus usuários.

De acordo com a Polishop, a ágata também é capaz de curar picadas de escorpião, mordidas de serpente, coceiras anais de urtiga, além de acalmar a mente, aliviar a hora de defecar, previnir doenças, parar trovoadas (incrível!) e traz a vitória sobre os inimigos no truco.