A Vingança de Jennifer

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Cara, você NÃO DEVIA ter feito isso com ela...
Eu te avisei...

Cquote1.png Tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre A Vingança de Jennifer
Cquote1.png Ela catucou meu boga!Ela catucou meu boga!Ela catucou meu boga!Caralho!Ela catucou meu boga! Cquote2.png
Tarado em entrevista à Rede Globo após ser atacado por Jennifer
Cquote1.png Esta mulher cortou, picou, quebrou e queimou cinco homens até ficarem irreconhecíveis. Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde (?) sobre A Vingança de Jennifer, mesmo que no filme ela só tenha matado quatro caras e nenhum deles foi queimado.

I Spit On Your Grave (Eu Cuspirei na Sua Sepultura), chamado aqui no Brasil sabe-se lá porque de A Vingança de Jennifer, é um filme brutal de "rape and revenge" (estupro e vingança) e sexploitation que saiu do modo simples e generalizado desse tipo de filme e apelou pro nível fatality de agir. O filme é tão aberrante que diversos críticos de cinema ficam frescurentos ao assisti-lo e abominam o mesmo. É o único filme que todo mundo lembra da atriz gostosa Camille Keaton exceto se contarmos com aquela continuação pirata dos anos 90.

Sinapse, ops, sinopse[editar]

A escritora de contos de Nova Nova Nova Nova Iorque Jennifer Hills decide viajar pra uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos para finalmente escrever uma novela pra Televisa. Lá ela conhece quatro caras: Johnny, o dono do posto, e seus dois amigos idiotas Andy e Stanley, além do entregador de mercadorias retardado Matthew. Esse último vai dizer pros outros que acha que a Jennifer tava a fim de mostrar os peitos delas pra ele. E como a mina só vivia de biquini, pra eles ela não tava a fim de participar da Marcha das Vadias e sim queria mostrar que era uma.

Assim, todos se unem e atacam a pobre garota, forçando-a a fazer sexo em todos os buracos que ela tiver no corpo (até no nariz e nas orelhas). Até uma garrafa de cerveja tirou o atraso no meio do rala e rola. Por fim, após todo mundo ter gozado (menos o Matthew, que segundo palavras do próprio, "não conseguia se concentrar com tanta gente olhando"), eles decidem dar um fim na garota, mandando o Matthew passar a faca na mesma. Mas o débil mental fica com pena dela e mente pros amiguinhos que teria a matado sem tê-lo feito.

Jennifer passa duas semanas escondida, se recuperando dos ferimentos, limpando a porra toda do corpo dela (diga-se literalmente), e vai até pra igreja pedir pro padre completar o serviço perdão por tudo que ela vai fazer nos próximos quarenta minutos de filme. Preparem-se, pois se você achava que o que aconteceu com o dono da Yoki foi brutal, você não viu nada!

Jennifer começa a atrair os otários com seu corpinho, a começar (claro), pelo idiota do Matthew, que até consegue gozar, mas depois disso ele acaba com a corda no pescoço (literalmente) e falece. Depois é o Johnny, que acha que vai tomar um belo banho quente com a gatona, mas acaba tendo o peru tirado fora e é trancado no banheiro até morrer de tanto sangrar enquanto a Jennifer ouve um LP de Tiririca. Por fim ela mata os outros dois otários num passeio de barco, um leva uma machadada nas costas expondo os rins e o outro vira patê de motor de barco.

Censura[editar]

Irlanda, Noruega, Islândia, Alemanha Oriental e República das Bananas proibiram para todo o sempre a exibição do filme, alegando que a maior parte de sua população era gay e não suportariam ver tanta violência, mas hoje eles nem ligam mais pra isso e assistem ao filme numa boa. No Canadá, onde ficam instalados nossos servidores, esse filme ERA banido (motivo pelo qual até a data de hoje (15 de junho de 2012) ninguém tinha feito nenhum artigo sobre o mesmo, com riscos de deleção e banimento eterno do idiota que tivesse tal audácia, mas como já liberaram essa merda de passar por lá também, liberaram o artigo também. No Reino Unido ele ganhou o nome de "video nasty" e foi banido por anos a fio por lá. Só em 2001 lançaram o filme, totalmente picotado, com SETE minutos a menos. No Brasil só liberaram porque putaria é liberada mesmo...

Sequências (?) e remakes[editar]

Nos anos 90, fizeram uma "sequência" (ou algo do tipo) chamada Vingança Selvagem, lançada em 1993 e que a personagem principal também se chamava Jennifer (só que sem o "Hills" porque todo plágio não é de Deus) e que era interpretada pela mesma Camille Keaton (só que nesse filme ela mudou de nome pra Vickie Kohl Kehl sabe-se lá porque), e quem tentou fazer essa sequência quase toma um processo pior do que os que tentam botar na Desciclopédia.

Em 1985 fizeram um filme similar (pra não dizer quase xerocopiado) chamado "Vingança Nua", esqueçam esse tá? Em 2010 fizeram Doce Vingança, um remake mais legal, embora um pouco menos violento. Ao menos a atriz Sarah Butler é mais gostosa.

Trailer[editar]

Se você tem estômago, assista o filme completo.

v d e h

Os piores filmes do mundo!
ManosTitleScreen.jpg
Plan 9 from outerspace.jpg