Óvulo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeirantes.jpg Este artigo é relacionado à biologia.

Não estranhe se ler que o pênis não tem osso nem músculo.

Óvulo
Fecundaçao.jpg


Unidade
Definição: Gameta feminino
Função: Reprodução sem devolução
Nem venha furando...



Óvulo é a maior célula que existe, e serve para dar uma grande dor de cabeça quando cumpre sua função. Quando o desastre milagre da vida se inicia o óvulo está presente para fazer sua honrada parte permitindo que o espermatozóide enfie sua cabecinha chata alongada até conseguir furar e aí dar origem a uma placenta nojenta que depois forma um ser... nem sempre humano como é o seu caso.


Gerando problema[editar]

Ele fica ecitado em um lugar muito bom: no corpo das mulheres e na melhor fase de suas vidas: a fase mais fértil, que começa cerca de dois anos após o primeiro chico a primeira menstruação e vai até a menopausa, claro que se você for pedófilo ou geriófilo não irá achar a fase mais fértil, a mais interessante, mas o fato é que as muié tem milhões de óvulos nessa fase em pleno vigor todos gordos e felizes, mas quando, no caso da espécie humana, ele fecunda, na maioria das vezes trás infelicidade, isso porque nunca os humanos estão preparados para ser papai e mamãe, mas fazem papai e mamãe sem maiores

Força!

precauções, por isso eu recomendo preservativo que a moça libere mais o brioco, depois de uma boa lavagem intestinal. Ora, no intestino não há óvulos, eles se recusam a morar na merda, o que não é o caso dos moradores da maioria dos bairros das cidades brasileiras. E imagine só se eles não tivessem essa exigência?

Haveriam bibas grávidas, e se as mulheres já ficam chatas e exigentes nessa fase, imagine uma bichona enjoada, ou duas bichonas enjoadas, no caso dessa doce e meiga relação de gays ser um troca-troca... definitivamente: ainda bem que os óvulos se recusam a morar no Parolin na merda. Além disso, a superpopulãção seria, super-mega-hiper-polulação, se duvida preste mais atenção ao redor e até mesmo no espelho e se pergunte se aqueles dez por cento de existência de bibas nas pesquisas está certo.

Genoma virando sopa soma[editar]

Casinha aconchegante do óvulo.

Morando no colinho do últero, a única merdinha que pode atingir o óvulo é um espermazinho displaplicente, e deve entrar através daquela coisa gostosinha, mas perigosa, chamada vagina. Perigosa justamente por causa dos óvulos.

Repare que um desses inocentes sonhos foi confundido com óvulo por espermas desavisados.

Depois da junção do espermatozóide mais fodão fodinha, aparece aquela coisa nojenta chamada zigoto, e as células genoma, se tornam somáticas, mas a conta do pai e da mãe não soma nada só subtrai conforme essa soma se forma no útero da gestante... e cá pra nós: nada melhor do que dar despesa pros pais!

Apesar de tudo isso o óvulo não é malvado, por acaso você já viu alguma mulher dizer que está com dor no óvulo? Ele fica na dele e se ocorre um descuido de dois cabeças de prego, e um cabecinha de cotonete entra no óvulo ele não tem culpa, daí sim a mulher começa a ter dores, mas ele sozinho nunca provoca mal estar. E é até camarada, pois existem mulheres malucas que dizem até conversar com seus óvulos, acordadas e sonhando, a diferença é que no sonho ele sai de seus úteros e tem o tamanho de uma pessoa. Mas até hoje apenas a boceta ganhou uma peça de teatro, para ver como o óvulo é camarada: fizeram sobre sua casa uma peça e nada até agora sobre ele, e ele nem reclamou. A única homenagem lhe prestada foi pela lua que resolveu ter sua aparência e é muito apreciada, inclusive por poetas, que por sua vez, apesar de tantos poemas pra Lua, ainda não agraciaram o óvulo com bonitas espermotrofes.